Serie A

Com paciência, Juventus arranca vitória em jogo duro com a Inter e abre 14 pontos da rival

Disputar com a Juventus na Itália tem sido jogo duro á muito tempo e nesta sexta-feira a Inter sentiu a dificuldade, em um jogo que conseguiu equilibrar em grande parte do tempo. Apesar do bom jogo, com direito a bola na trave no primeiro tempo, a Inter deixará Turim frustrada. Perdeu por 1 a 0, depois de ver a Juventus se recuperar ao longo do jogo para marcar o gol e passar a controlar o jogo até o final.

LEIA TAMBÉM: Chiellini compara Cristiano Ronaldo a Pirlo: “Ele melhora todo time ao redor dele”

A vitória da Juventus é importantíssima pensando na tabela. A distância para a Inter sobe de 11 para 14 pontos, algo monumental, mesmo com os rivais de Milão em terceiro lugar na tabela. A distância para o Napoli subiu para 11 pontos, mas ainda pode cair neste sábado, quando o Napoli enfrenta, em casa, o Frosinone, com grandes chances de vencer.

O jogo prometia ser bastante difícil para a Juventus porque a Inter vem em boa fase. Tanto é que o resultado de 1 a 0 para a Juventus quebrou duas séries do time. Nos 10 jogos anteriores da Serie A (de 14 disputados), a Inter tinha marcado ao menos um gol em cada jogo. Além disso, o gol sofrido diante da Juventus foi o segundo jogo seguido da Inter sofrendo gols, algo que não acontecia pela Serie A desde as duas primeiras rodadas.

O jogo trazia o encontro de ex-jogadores dos dois times. Pelo lado da Juventus, João Cancelo, que fez ótima temporada pela Inter na última temporada, foi contratado pela Juventus. Do outro lado, Kwadwo Asamoah, que tinha se tornado reserva na Velha Senhora, foi de graça para a Inter.

O primeiro tempo foi de um bom jogo. A Inter, ligeiramente melhor, foi quem teve a melhor chance, em uma troca de passes rápida pelo meio entre Matteo Politano, que achou Mauro Icardi no centro da área e o camisa 9 da Inter fez a jogada de pivô para rolar a Roberto Gagliardini. O meio-campista entrou livre na área e tocou tirando do goleiro Wojciech Szczesny, mas a bola tocou a trave e voltou para o goleiro defender, aos 28 minutos.

A Juventus também teve as suas chances, rondando a bola perto da área da Inter. Foi a primeira chance de gol, aos sete minutos, quando Cristiano Ronaldo pedalou pelo lado esquerdo e cruzou para a área, onde Paulo Dybala apareceu para cabecear com perigo. O próprio Dybala chutou com perigo por cima do gol um pouco depois.  A Juve teria outra chance na reta final do primeiro tempo, em escanteio que Giorgio Chiellini cabeceou com perigo e o goleiro Samir Handanovic defendeu.

No início do segundo tempo, a Inter teve mais uma chance, novamente em jogada pela direita, com Politano. O ponta interceptou um passe ruim dentro da área, tabelou com Icardi e finalizou, mas a bola bateu na defesa e não chegou ao gol. A Juventus também chegava, e em um chute de Cristiano Ronaldo, pouco antes dos 10 minutos, levou perigo.

Aos 20 minutos, a Juventus finalmente achou o gol que procurava. Cancelo, pela esquerda, um dos destaques do jogo, chegou à linha de fundo, puxou para dentro, com o pé direito, e cruzou na segunda trave.  Achou Mandzukic, livre de marcação, e cabeceou para fazer 1 a 0 para a Juventus. O gol mudou o jogo, porque o time da casa conseguiu controlar melhor as ações da Inter dali em diante.

Ao contrário do que fazia antes, a Inter não conseguia chegar bem ao ataque e não ameaçava. A Juventus, com paciência, trocava passes e gastava o tempo com a bola quando tinha a chance. E o jogo se desenrolou até o final como esperado pelos bianconeri.

Mesmo não fazendo um jogo no seu mais alto nível, a Juventus conseguiu fazer as coisas certas nos momentos certos, com paciência para vencer um jogo que já se esperava que fosse apertado. O destaque fica na defesa. Chiellini e Bonucci tiveram uma atuação destacada, impecável em quase todos os lances. Posicionamento, antecipação e bem pelo alto, os dois zagueiros superaram o ataque rival.

Na Inter, destaques para Politano, no ataque, a melhor opção quando o time atacava; Handanovic, que fez intervenções importantes; e Brozovic, que tentou controlar o jogo da Inter pelo meio, mas acabou sendo uma luz isolada no setor interista. Icardi se destacou por um lance, mas pouco recebeu a bola. Lautaro Martínez entrou em campo nos últimos 15 minutos, mas não conseguiu causar um impacto no jogo.

A Juventus fica em uma posição muito confortável no Campeonato Italiano, como tem acontecido nos últimos anos, mas desta vez ainda mais cedo que o habitual. Por isso, o time poderá rodar mais o seu elenco e manter jogadores como Cristiano Ronaldo totalmente descansado para a Champions League, que será certamente o objetivo principal do time a partir de fevereiro, quando começam as oitavas de final.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo