Serie A

Com milhares de torcedores eufóricos pelas ruas, Nápoles ficou em transe, numa noite sem fim

Não importava o resultado: Nápoles não dormiria nesta noite. Se a Juventus ganhasse o jogo decisivo em Turim, os napolitanos perderiam o sono remoendo a derrota. Se o empate prevalecesse, seria uma madrugada de contas, calculando pontos e probabilidades até a reta final da temporada. E se é para permanecer insone, que fosse comemorando enlouquecidamente a vitória – ainda mais pela maneira como veio, com o gol de Kalidou Koulibaly aos 45 do segundo tempo. As imagens da cidade ao longo desta madrugada são simplesmente impressionantes.

O foguetório nas ruas mais pareceu uma comemoração de Ano Novo. A multidão saiu em massa, como se fosse dia de jogo no San Paolo. Levava camisas, cachecóis, bandeirões, sinalizadores. Ocupou diversos pontos turísticos de Nápoles. E, principalmente, o aeroporto de Capodichino. Por lá, recebeu os seus heróis e agradeceu pela sonhada vitória contra os juventinos. Transmitiu sua motivação para que o Scudetto, enfim, retorne à cidade após 28 anos.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo