Federico Chiesa foi o grande destaque da importante vitória da Juventus por 3 a 1 sobre o Milan, colocando fim à invencibilidade rossonera na Serie A. Autor de dois gols, o ponta preferiu exaltar dois de seus companheiros após o duelo, Paulo Dybala e Cristiano Ronaldo, afirmando que a dupla faz as coisas parecerem mais fáceis aos jogadores ao seu redor.

Chiesa marcou os dois primeiros gols da Juve no duelo após duas assistências de Dybala, com destaque para a primeira, um toque de letra entre a linha de defesa do Milan, deixando o camisa 22 na cara do gol. Chiesa destacou a visão de Dybala e também de Cristiano Ronaldo, algo previsto por Andrea Pirlo na preparação para o duelo.

“O técnico pede que eu corra para os espaços, porque jogadores como Dybala e Cristiano veem coisas que os outros não veem. Jogar com eles torna as coisas mais fáceis”, revelou o jogador, em entrevista aos microfones da Sky Sport Italia após o jogo.

Chiesa ressaltou a importância não só do resultado, mas também de como a Juventus manteve o bom nível de atuação recente. “Mais do que qualquer coisa, é a continuidade (do nível) da atuação, isso é o mais importante. Mesmo que você não marque, você precisa jogar bem, dar seu máximo, e os gols são resultado disso.”

Vindo da Fiorentina, Chiesa afirma ter encontrado na Juve um ambiente de maior cobrança, o que é natural, visto a estatura do clube. A pressão, é claro, está sobre os ombros de cada um no time, e o jogador acredita que a equipe respondeu bem, com uma atuação coletiva forte tanto no ataque quanto na defesa para impor ao Milan sua primeira derrota em 16 jogos nesta Serie A.

“As responsabilidades (na Juventus) são maiores. Sou sempre generoso em campo, sempre tento ajudar o time, mesmo na defesa. Estou muito feliz porque, no primeiro tempo, quando eles nos atacaram, o time sofreu junto. Foi um grande resultado coletivo, estamos muito felizes.”

Com a vitória, a Juve chegou à quarta colocação, com 30 pontos em 15 jogos. Apesar de ainda estar a sete pontos do Milan, que lidera a competição, tem uma partida a menos que os rossoneri, além de Inter e Roma, que ocupam o restante do pódio, todos com 16 jogos realizados. O triunfo foi uma importante afirmação de intenção, colocando de vez os bianconeri na briga pelo Scudetto, que promete ser mais acirrada do que em anos anteriores.