Copa do MundoItáliaSerie A

Buffon diz que adeus é “99,9% certo” para 2018, mas Mundial de Clubes pode mudar planos

Para quem ainda quer desfrutar o prazer de ver um dos melhores goleiros da história em ação, é bom aproveitar os próximos meses. Gianluigi Buffon reafirmou que 2017/18 deve mesmo ser a última temporada de sua carreira. A lenda da Juventus, que completará 40 anos em janeiro, mira a Copa do Mundo de 2018 como o seu objetivo final. A sexta participação consecutiva em um Mundial seria a deixa para o adeus do craque. Segundo suas próprias palavras, apenas a conquista da Champions League o faria mudar de ideia, visando mais taças para a sua coleção.

“É 99,9% certo que eu irei me aposentar depois da Copa do Mundo de 2018. Eu vou ter apenas mais uma temporada intensa e ocupada com compromissos importantes. Depois disso, será hora de dizer basta. Junto com o presidente Andrea Agnelli, deixei apenas uma possibilidade aberta: se nós conquistarmos a Liga dos Campeões, eu jogarei outra temporada para tentar ganhar o Mundial de Clubes e os demais troféus”, declarou, em entrevista à Sky Sport Italia. A seleção italiana ocupa o segundo lugar em sua chave nas Eliminatórias, atrás da Espanha apenas no saldo de gols. A Fúria será a adversária da próxima rodada, em setembro, em partida marcada para o Santiago Bernabéu.

Além disso, Buffon abriu as portas para Wojciech Szczesny ser o seu substituto na meta bianconera. O negócio não foi confirmado, mas os rumores envolvendo o polonês tomaram a imprensa italiana durante os últimos dias. Emprestado à Roma nas duas últimas temporadas, o arqueiro de 27 anos ainda possui contrato com o Arsenal. Apesar disso, o veterano fala como se o acerto estivesse por detalhes.

“Ele tomou a melhor decisão que poderia fazer. Eu também penso que a Juve fez a melhor escolha possível, porque Szczesny teve uma grande temporada pela Roma. Ele provavelmente é o melhor goleiro em termos de consistência e defesas feitas. Acho que é um casamento inteligente entre o clube mais forte e o melhor goleiro da última temporada”, declarou o camisa 1.

Além disso, Buffon evitou polêmicas sobre a disputa de posição no ano em que os dois possivelmente estarão à disposição de Massimiliano Allegri: “Como nos adaptaremos? Facilmente. Quem for chamado joga. Quem não for, não joga. É mais simples do que você pode pensar. Eu acho que ele realmente fez a melhor escolha para o presente e para o futuro, estou certo que nunca se arrependerá. Quando você vem à Juventus, especialmente se não estava acostumado a vencer, logo entenderá a diferença”.

Atualmente, o elenco da Juventus conta com outros dois goleiros: o brasileiro Neto e o italiano Emil Audero. Enquanto o antigo arqueiro do Atlético Paranaense disputou alguns jogos pela Copa da Itália e pela Serie A, o jovem de 20 anos fez sua estreia durante a última partida da liga.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo