BundesligaCampeonato BrasileiroLa LigaPremier LeagueSerie A

Barça encara Atleti pelo título do Espanhol, e Gerrard dá adeus ao Anfield

Em campeonatos de pontos corridos, é raro um duelo decidir o título em duas temporadas seguidas. Afinal, é preciso que a tabela repita o confronto entre as duas equipes nas rodadas finais e coincidir de uma delas confirmar o título justamente naquela rodada. Pois é o que pode acontecer na Espanha neste domingo. Um ano após o Atlético de Madrid conquistar La Liga com um empate contra o Barcelona no Camp Nou, o Barça tem a oportunidade de dar o troco e levantar o troféu com uma vitória sobre o Atleti no Vicente Calderón. Na verdade, ao Barcelona talvez nem seja necessária a vitória. Basta aos catalães terem um resultado igual ou melhor que o Real Madrid, que enfrentará o Espanyol em Barcelona.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO DE TV PARA O FINAL DE SEMANA

O clássico Barça-Atlético é o grande atrativo do final de semana futebolístico, mas não é o único. Com a temporada europeia perto do fim, vários jogos ganham caráter decisivo ou de momento marcante. É o caso de Liverpool x Crystal Palace, em Anfield. Tecnicamente, os Reds ainda têm uma chance minúscula de conquistar uma vaga na Champions League, mas o atrativo do encontro é Gerrard. O jogo de sábado será o último do capitão do Liverpool diante de sua torcida, um momento certamente sensível para todos os lados.

O jogão

Atlético de Madrid x Barcelona
Domingo, 13h55 (ESPN Brasil)

Apenas cinco dias depois de garantir vaga na final da Champions League, eliminando o Bayern de Munique, na Allianz Arena, o Barcelona vai até Madri enfrentar o Atlético em mais uma decisão. Desta vez, no entanto, o resultado positivo já pode culminar em título. A duas rodadas do fim do Campeonato Espanhol, os culés lideram com quatro pontos de vantagem para o Real Madrid, e uma vitória no Vicente Calderón garante ao time sua 23ª taça na competição.

O último encontro entre as duas equipes foi quente. Após vencer por 1 a 0 no Camp Nou, o Barça foi até a casa do adversário deste domingo pela partida de volta das quartas de final da Copa do Rei e venceu os anfitriões por 3 a 2. Além do brilho de Neymar, que fez dois dos três gols dos catalães, a partida ficou marcada pela provocação de Juanfran ao brasileiro, fazendo um “7” com as mãos em referência à goleada da Alemanha sobre o Brasil na Copa, e pela irritação de Arda Turan com um dos auxiliares da partida, atirando em sua direção a chuteira que calçava. Com a grande fase que vive o finalista europeu Barcelona, o Atleti precisará de mais do que sangue quente para frear o adversário.

O clássico

Peñarol x Nacional
Domingo, 15h55 (ESPN Brasil)

O Campeonato Uruguaio ainda está em seu início, mas não existe momento do torneio em que o grande clássico entre Peñarol e Nacional não seja grandioso. Além de decisões de título, este final de semana está repleto de rivalidades: Internazionale e Juventus, Hajduk Split e Dínamo Zagreb, Rapid e Austria Viena. Portanto não foi fácil escolher qual partida entraria neste quesito. Diante das circunstâncias dos torneios, no entanto, precisava ser o duelo do Centenário.

Enquanto muitos dos torneios dos jogos acima já estão definidos, o Uruguaio está se encaminhando apenas para sua 12ª rodada. Na liderança aparece o Peñarol, mandante neste domingo, com 23 pontos. Seguido de perto por Danubio, River Plate e Nacional, este último, adversário do final de semana, com 19 pontos. Esta briga acirrada entre o quarteto promete seguir pelas próximas rodadas, é verdade, mas um resultado positivo dos aurinegros, por exemplo, pode significar um maior afastamento de seu grande rival, enquanto um triunfo do time de Recoba pode derrubar da ponta o Peñarol. Tendo sido derrotado nos dois últimos clássicos contra o Nacional, incluindo um revés com gol de falta de Recoba nos instantes finais, o líder tem um desafio e tanto pela frente.

Fique de olho

Espanyol x Real Madrid
Sábado, 13h55

O Real Madrid já não depende mais de si próprio para levar o título de La Liga, mas, se quiser pleitear a taça e fazer valer um eventual tropeço do Barça no Vicente Calderón, terá que fazer sua parte curiosamente em Barcelona, contra o Espanyol. A pressão deverá ser extra após a eliminação diante da Juventus na semifinal da Liga dos Campeões, mas com quase todos seus craques à disposição, é mais provável que as expectativas em cima do time sejam cumpridas. Para o torcedor exigente do Real, no entanto, uma simples vitória é muito pouco.

Após a eliminação, Bale foi alvo de muitas críticas da torcida, coisa que tem sido comum nesta temporada. Cristiano Ronaldo, embora poupado dos ataques em comparação ao galês, também ficou devendo e precisa responder em campo. Fora da final da Copa do Rei, o time pode terminar a temporada sem nenhuma conquista, portanto não pode se dar ao luxo de deixar de sonhar a duas rodadas do fim do Espanhol. Com a possibilidade ainda de uma greve no futebol do país, quem sabe até essa intervenção externa não ajude a retomar a melhor fase da temporada e a voltar de maneira impressionante à briga pela conquista? Embora Tebas, presidente da liga, tenha dado a entender que uma paralisação neste final de semana apenas anularia a rodada, o que daria automaticamente o título ao Barça.

Wolfsburg x Borussia Dortmund
Sábado, 10h30

Segundo melhor time alemão da temporada, o Wolfsburg já não tem mais por que brigar na Bundesliga. Na segunda colocação, mesmo que perca seus últimos dois jogos ficará, na pior das hipóteses, em terceiro lugar, o que já é suficiente para uma vaga na fase de grupos da próxima Champions League. Mas mesmo esse status não diminui a importância do jogo deste sábado. Afinal, do outro lado estará o Borussia Dortmund, adversário dos lobos na final da Copa da Alemanha, marcada para o dia 30.

Para os aurinegros, mais do que uma prévia da decisãod a copa nacional, o encontro vale também a possibilidade de seguir sonhando com um ressurgimento incrível na temporada que culmine em vaga europeia. Na sétima colocação, com 43 pontos, o time ainda pode arranjar um espaço na próxima Liga Europa. No momento, Augsburg, com 46, e Schalke 04, com 45, é que vão garantindo seu espaço. Chegar ao torneio tirando seus arquirrivais, por exemplo, seria um feito incrível para quem após mais da metade do campeonato convivia com o risco do rebaixamento.Corinthians x Chapecoense

Corinthians x Chapecoense
Sábado, 21h (Premiere)

Danilo sofre falta de De la Cruz em vitória do Guaraní-PAR sobre o Corinthians (AP Photo/André Penner)
Danilo sofre falta de De la Cruz em vitória do Guaraní-PAR sobre o Corinthians (AP Photo/André Penner)

O time que há até pouco mais de um mês era apontado como o mais forte do início da temporada brasileira teve uma queda tão rápida quanto sua subida no começo do ano. Eliminado da Libertadores ainda nas oitavas pelo modesto Guaraní, do Paraguai, por uma mistura de diversos motivos, mas, sobretudo, por ter subestimado seus próprios defeitos, o Corinthians, agora também com a invencibilidade em sua casa derrubada, recebe a Chapecoense pela segunda rodada do Brasileirão. Será o inevitável reencontro com seu torcedor. Precisará olhar na cara de cada um dos presentes em Itaquera neste sábado e lhes dar motivo para acreditar na saída da crise em que se meteu. Capacidade para dar a volta por cima o time tem, e o fato de o campeonato nacional estar no início ajuda. Mas depois da aura de imbatível que o time construiu, a cobrança pela retomada dos bons resultados deverá ser grande e imediata.

Vale uma zapeada

Southampton x Aston Villa
Sábado, 08h35 (ESPN Brasil e Fox Sports)

Para um time que perdeu tantos jogadores importantes ao fim da temporada passada e teve de se reconstruir com um orçamento pequeno, o Southampton faz a campanha dos sonhos. Na sétima colocação, com 57 pontos, o time, que se reestruturou com contratações baratas, mas efetivas, como de Graziano Pellè e Dusan Tadic, ainda tem a chance de tornar a temporada ainda mais memorável, já que tem condições matemáticas de sonhar com tropeços de seus adversários e ir à Liga Europa. Liverpool, com 62 pontos, e Tottenham, com 58, estão à frente, e um triunfo dos Reds contra o Crystal Palace neste final de semana já é o bastante para encerrar o sonho dos Saints, mas isso não deverá frear a busca pela vitória da equipe, que joga em casa.

Do outro lado, o oponente também ainda tem algo pelo que lutar. Sob o comando de Tim Sherwood, ex-Tottenham, o Aston Villa se reergueu. De um time sem vitórias e sem gols com Adam Lambert, chegou ao status de finalista da Copa da Inglaterra com Sherwood. O duelo com o Liverpool, em Wembley, será o mais importante da temporada, mas, ainda com chances de ser rebaixado na Premier League, precisa também de resultados na liga. Atualmente com 38 pontos, quatro a mais que o Hull, hoje na 18ª colocação, os Villans precisam de uma vitória – ou de um empate e um tropeço dos Tigers contra o Tottenham – para se livrar de vez do risco de queda.

A despedida

Steven Gerrard
Liverpool x Crystal Palace
Sábado, 13h20 (ESPN Brasil e Fox Sports)

Eterno capitão, Gerrard se despede do Anfield neste sábado (AP Photo/Jon Super)
Eterno capitão, Gerrard se despede do Anfield neste sábado (AP Photo/Jon Super)

De saída marcada desde janeiro, Steven Gerrard fará neste sábado seu último jogo no Anfield Road. A casa do Liverpool, que virou também a casa do camisa 8, deverá prestar a seu craque, ídolo e líder uma última grande festa. Se em jogos normais a atmosfera da casa dos Reds já é especial, uma ocasião como essa promete cenas ainda mais marcantes. Emblemático que seja ainda contra o Crystal Palace, um dos carrascos que ajudaram a derrubar a chance mais real que Gerrard teve de levantar o título da Premier League, na temporada passada.

É verdade que o jogo deste final de semana também representa uma pontinha de chance de o Liverpool se manter vivo na briga pela Champions da próxima temporada, mas, dependendo de duas derrotas do United, duas vitórias próprias e a diminuição de uma diferença de 14 gols no saldo, os Reds deverão encarar o duelo apenas como a despedida de um dos maiores jogadores de sua história mesmo.

O cara

Jorge Jesus
Vitória de Guimarães x Benfica
Domingo, 12h00

No comando do Benfica desde 2009, o técnico Jorge Jesus pode ajudar o time a repetir um feito não alcançado há mais de 30 anos. Se os Encarnados conseguirem o triunfo sobre o Vitória de Guimarães, neste domingo, pela penúltima rodada do Campeonato Português, terão garantido a conquista do bicampeonato antecipadamente. A última vez que o Benfica venceu dois títulos do Portuguesão em sequência foi nas campanhas de 1982/83 e 1983/84. A perda de supremacia veio com o crescimento do Porto desde a década de 1990, vencendo, por exemplo, um pentacampeonato entre 1995 e 1999 e um heptacampeonato entre 2006 e 2013. O equilíbrio nacional parece ter sido recuperado, muito graças ao trabalho de Jorge Jesus, tanto na montagem das equipes quanto no olhar apurado para contratações e negociações posteriores. Para frear a iminente conquista dos Encarnados, o Porto, segundo colocado, precisa torcer por tropeço do Benfica nos dois últimos jogos, o que parece bem improvável diante da campanha feita na temporada.

O brasileiro

Hernanes
Internazionale x Juventus
Sábado, 13h00 (Fox Sports 2)

O destro Hernanes surpreendeu a Itália e o mundo ao definir a vitória sobre a Lazio, sua ex-equipe, com uma cobrança de falta precisa com a perna esquerda na última rodada do Campeonato Italiano. Neste final de semana, o jogo com a Juventus não vale muita coisa, afinal os Bianconeri já são campeões da Serie A, e a Inter não pode alcançar nem uma vaga à Liga Europa muito menos a zona de rebaixamento. Resta, então, a honra de se vencer o clássico das multidões entre as duas maiores torcidas da Itália.

Nos últimos meses, Hernanes cresceu de rendimento pela Inter. O gol emblemático, contra o clube no qual foi ídolo, foi o ponto culminante de uma fase que já era boa. Agora, deverá ser um dos principais motivos de esperança de vitória no duelo no San Siro, que ganhou ainda mais importância com a ida da Juve à final da Champions League.

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo