ItáliaSerie A

Apagada, Juventus não vai além do empate contra Cagliari

A Juventus não honrou sua condição de líder do Campeonato Italiano neste domingo, na Juventus Arena. Com uma atuação pouco criativa, os bianconeri empataram por 1 a 1 com o Cagliari. Com 38 pontos, o time treinado por Antonio Conte pode deixar a ponta da tabela, caso o Milan vença a Internazionale em San Siro.

Com o controle do jogo desde o início, a Juventus conseguiu abrir o placar logo aos seis minutos de bola rolando. Os bianconeri envolveram a defesa do Cagliari em bela jogada coletiva. Na conclusão, Stephan Lichtsteiner rolou para Mirko Vucinic concluir para as redes vazias. Já aos 13 minutos, Alessandro Matri quase ampliou, arriscando do limite da área e tirando tinta da trave.

Pouco depois, o Cagliari levou sufoco à defesa da Juventus, em série de bolas alçadas à área. Após o susto, a Vecchia Signora retomou o domínio do encontro, rondando a área dos rossoblù. Aos 30 minutos, Gianluigi Buffon precisou trabalhar do outro lado do campo, em bola que Leonardo Bonucci quase mandou contra as próprias redes.

Do outro lado, a Juve teve boa tentativa aos 38, com Simone Pepe em ótima posição para marcar, mas Michael Agazzi defendeu a fraca cabeçada sem maiores problemas. O fim da partida seguiu sem grandes jogadas, com a Juventus pressionando e o Cagliari tentando aproveitar os contra-ataques.

Partindo para cima, o Cagliari chegou ao empate aos dois minutos do segundo tempo. Da meia-lua, Andrea Cossu acertou belo chute de primeira, sem chances para Buffon. Os bianconeri tentavam se recobrar do baque, mas tinham dificuldades em passar pela forte marcação dos rossoblu.

Antonio Conte tentou mudar o ímpeto de seu time, colocando Alessandro Del Piero e Milos Krasic, mas os bianconeri seguiam sem conseguir ultrapassar o bloqueio dos visitantes. Aos 33 minutos, Agazzi fez um milagre, em tentativa de Del Piero. Andrea Pirlo cobrou falta pela direita, o camisa 10 cabeceou e o arqueiro do Cagliari salvou em cima da linha.

Até os minutos finais, a partida seguiu no mesmo ritmo. A Vecchia Signora pouco explorava as laterais e não tinha criatividade para atacar. Os últimos suspiros aconteceram nos acréscimos. Marco Borriello, em sua estreia pela Juve, deixou Krasic de frente para o gol, mas o sérvio arrematou para fora. Pouco depois, foi a vez de Arturo Vidal mandar por cima do gol cruzamento da direita, encerrando a esperança de sua equipe.

Genoa vira e arranca vitória da Udinese

No Stadio Comunale Luigi Ferraris, Genoa e Udinese fizeram encontro bem diferente do visto em Turim. De virada, o Grifone superou os bianconeri e ainda conseguiu segurar o placar, mesmo com um homem a menos nos minutos finais do jogo. A vitória eleva a equipe de Gênova para a oitava posição, enquanto a Udinese estaciona em terceiro.

A Udinese iniciou o jogo melhor e chegou a balançar as redes aos sete minutos, em lance de Antonio Di Natale mal anulado pelo assistente. Do outro lado, o Genoa teve a primeira chance de gol, aos oito minutos, em chegada de Alberto Gilardino que Samir Handanovic fez a defesa.

Ainda assim, os bianconeri saíram na frente, aos 13 minutos, com gol de cabeça de Damiano Ferronetti, após cobrança de escanteio. Aos 20 minutos, Gilardino voltaria a ameaçar, exigindo nova intervenção de Handanovic. A partir da metade final do primeiro tempo, o ritmo da partida diminuiu e ambas as equipes apresentaram pouca objetividade no ataque.

O Genoa buscou uma virada relâmpago nos cinco primeiros minutos do segundo tempo. Depois de Handanovic evitar o pior em tentativa de Rodrigo Palacio, Andrea Granqvist igualou, aproveitando rebote em cobrança de falta de Bosko Jankovic. No minuto seguinte, o próprio Jankovic deixou sua marca em chute de voleio, após cruzamento de Kevin Constant.

Aos 11 minutos, Antonio Floro Flores tentou responder pela Udinese, mas Sebastian Frey conseguiu se antecipar ao lance. Ainda assim, o Genoa ampliou aos 26 minutos, em contra-ataque concluído por Palacio para as redes.

O jogo voltaria a esquentar dois minutos depois, quando Marco Rossi foi expulso após cometer pênalti. Na cobrança, Di Natale não perdoou e recolocou os friulani no jogo.  Pouco depois, Frey ainda realizaria grande defesa, em conclusão de Giampiero Pinzi, evitando o empate. Aos 44, Di Natale foi o responsável pela última chegada da Udinese, mas Frey segurou outra vez.

Ainda sem embalar, a Fiorentina foi derrotada em pleno Stadio Artemio Franchi pelo vice-lanterna Lecce, 1 a 0. O gol da vitória foi anotado aos 21 minutos da segunda etapa, com David Di Michele cobrando pênalti. Também pelo placar mínimo, o Chievo derrotou o Palermo em Verona, com tento marcado por Paolo Sammarco após passe de Luciano.

A maior diferença do dia foi registrada pelo Cesena, que superou o Novara por 3 a 1, mas segue na zona de rebaixamento. Os anfitriões abriram o marcador aos 20 minutos, com Adrian Mutu. O próprio romeno ampliou aos 39, cobrando pênalti, enquanto Leandro Rinaudo mandou contra as próprias redes, anotando o terceiro tento já no fim da primeira etapa. No segundo tempo, Antonio Candreva ainda perderia pênalti para os cavallucci Marini. Já no final, o Novara diminuiu com Takayuki Morimoto.

Por fim, o Parma encerrou a série de sete jogos sem vitórias ao bater o Siena por 3 a 1. Jonathan Bibiany abriu o placar aos 24 minutos de jogo e Francesco Valiani ampliou, aos 21 do segundo tempo. A dez minutos do fim, os visitantes descontaram com Paolo Grossi, enquanto Sebastian Giovinco completou o placar nos acréscimos.

Confira os jogos desta 18ª rodada:

Sábado, 14/jan
Catania 1×1 Roma (interrompido)

Domingo, 15/jan
Lazio 2×0 Atalanta
Cesena 3×1 Novara
Chievo 1×0 Palermo
Fiorentina 0x1 Lecce
Genoa 3×2 Udinese
Juventus 1×1 Cagliari
Parma 3×1 Siena
Milan x Internazionale

Segunda-feira, 16/jan
Napoli x Bologna

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo