Serie A

Allan jogou muita bola em uma vitória imponente do Napoli sobre a Lazio

O brasileiro Allan foi um destaque da enorme vitória do Napoli sobre a Lazio no estádio Olímpico, em Roma. Os dois times vinham de situações opostas no meio da semana, pela Copa da Itália. Enquanto os laziales eliminaram a rival Roma, os napolitanos caíram diante da Juventus. Um dos melhores times da Itália, o Napoli mostrou poder de reação. Venceu por 2 a 0, fora de casa, e segue na disputa com Roma e, mais de longe, uma pequena esperança de título.

LEIA TAMBÉM: Em boa fase na Roma, Dzeko está perto de fazer sua temporada mais artilheira na carreira

O primeiro tempo foi surpreendente, com o Napoli dando as cartas e a Lazio muito exposta na defesa, dando espaços para que o time do Sul comandasse o jogo do jeito que quisesse. Aos 25 minutos, o Napoli entrou tocando na defesa da Lazio até que a bola cruzou a área e encontrou Callejón livre para empurrar para as redes.

O time teve a chance de ampliar o placar com uma jogada de Mertens, que deixou Insigne em ótima condição, mas ele desperdiçou. No segundo tempo, foi a vez de Allan e Lorenzo Insigne brilharem ainda mais. O volante brasileiro foi um dos destaques e um meio-campo muito técnico, que ajudou o time a chegar à vitória.

Allan fazia uma ótima partida na sua função, na marcação e ajudando o time a ter uma boa saída de bola de trás, ao lado de Jorginho – brasileiro naturalizado italiano que também é volante. Foi em um passe de Allan, pelo alto, que Insigne teve a chance de marcar, com um toquinho que tirou do goleiro.

A partir do segundo gol do Napoli, a Lazio cresceu no jogo e passou a pressionar. O time perdeu algumas chances, incluindo uma incrível com Patric, quase em cima da linha, que Insgine (sim, ele, Insgine, atacante) tirou. Foi um rebote de escanteio, por isso o atacante do Napoli estava por ali.

Foram algumas boas chances, mas o gol não saía. Keita Baldé entrou bem na Lazio, criou oportunidades, mas o Napoli conseguia se segurar. Até que, ao final, um contra-ataque definiu o placar. Insigne, que vestia a braçadeira de capitão depois da saída de Marek Hamsik, levou a bola ao ataque e abriu na esquerda para Arkadiusz Milik, que cruzou alto, Piotr Zielinski ajeitou de primeira e o próprio Insigne bateu de primeira no canto para fazer 3 a 0.

Lorenzo Insgine, destaque do Napoli (Photo by Paolo Bruno/Getty Images)
Lorenzo Insgine, destaque do Napoli (Photo by Paolo Bruno/Getty Images)

A vitória por 3 a 0 leva o Napoli a uma sequência impressionante: seis vitórias consecutivas fora de casa na Serie A. Algo inédito na história do clube. O mais importante, porém, é deixar a briga por vaga na Champions League praticamente definida. O Napoli, terceiro na tabela, chegou a 67 pontos, abrindo sete da própria Lazio, quarta colocada.

São quatro pontos de diferença para a Roma, segunda, e 10 para a Juventus, líder. Chegar ao título é praticamente impossível, a não ser por algo absolutamente improvável. Classificar à Champions League, porém, é uma ótima conquista para o Napoli. E um objetivo ainda plausível é ficar em segundo na tabela e, assim, ir direto à Champions League, sem a preliminar – uma fase que tem sido perigosa para os times italianos.

Allan, que tem 26 anos, sai de campo como um dos melhores de uma vitória categórica do Napoli. Um volante que tem poder de marcação forte desde que surgiu, no Vasco, em 2011. Sua passagem pela Udinese, de 2012 a 2015, o tornou um dos melhores da posição no Campeonato Italiano. Agora, no Napoli, cresceu taticamente, se tornou um jogador de pegada ao mesmo tempo com boa saída de bola e técnica. Vale Tite ficar de olho nele.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo