Serie A

Alisson brilhou de novo e, no fim, Dzeko ressaltou sua importância ao salvar a Roma

Edin Dzeko foi um dos principais personagens do futebol italiano nos últimos dias. O centroavante deseja permanecer na Roma, mas a oferta do Chelsea parece tentar os giallorossi. Havia até mesmo a dúvida se o bósnio entraria em campo nesta quarta, contra a Sampdoria, em jogo atrasado pela Serie A. No fim das contas, o artilheiro fechou a noite como herói, ao lado de Alisson, com ambos salvando um pontinho aos romanistas. Dzeko marcou nos acréscimos do segundo tempo e garantiu o empate por 1 a 1, que não encerra a sequência sem vitórias de seu time, mas acaba sendo um resultado satisfatório para se arrancar no Luigi Ferraris.

Ainda que fosse mais ofensiva e finalizasse bastante, a Roma terminou o primeiro tempo em desvantagem. O gol da Sampdoria nasceu em um lance discutível, que começou em uma falta reclamada pelos visitantes. O árbitro deu sequência à jogada e, com ajuda do VAR, assinalou penalidade após toque de mão de Aleksandar Kolarov. Na cobrança, Fabio Quagliarella deslocou Alisson e chegou a 16 tentos na Serie A, já a melhor marca da carreira na elite do Campeonato Italiano.

Na volta do intervalo, a Roma passou a controlar a posse de bola, mas também sofreu seus perigos. O segundo gol da Samp não saiu porque Alisson está em uma fase estupenda e fez duas grandes defesas contra Gianluca Caprari. Primeiro buscou uma cobrança de falta que ia em direção ao ângulo, antes de parar o adversário com a perna. E as intervenções significaram a sobrevida dos giallorossi. Nos acréscimos, Dzeko recebeu cruzamento da direita e apareceu na área para decretar o empate.

Com o tropeço, a Roma chega a seis partidas sem vitórias e permanece na quinta colocação da Serie A, a dois pontos de alcançar a Internazionale. Quem riu à toa foi a Lazio, que também cumpriu jogo adiado nesta quarta. Os biancocelesti receberam a Udinese no Estádio Olímpico e ganharam por 3 a 0. Samir marcou o primeiro, contra, enquanto Felipe Anderson comandou o show depois – servindo Nani para o segundo e fechando a conta com uma bela arrancada. Os laziali se consolidam na terceira colocação, com 46 pontos, já três de vantagem sobre a Inter.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo