Serie A

A semana dos sonhos de Hauge: brilhou contra o Milan, foi convocado à seleção e agora vestirá a camisa rossonera

Jens Petter Hauge atravessa uma semana que, a qualquer garoto de 20 anos, seria dos sonhos. O ponta teve uma grande atuação na última quinta-feira. Apesar da eliminação do Bodo/Glimt na Liga Europa, ele brilhou na derrota por 3 a 2 para o Milan e até mesmo balançou as redes dos rossoneri com um golaço. O jovem voltaria a campo no domingo, durante a vitória que aproximou um pouco mais seu time do título no Campeonato Norueguês. Como se não bastasse, na segunda, ganhou sua primeira convocação à seleção principal da Noruega. E o desfecho da transformação viria nesta quinta: depois de uma negociação rápida, Hauge vestirá a camisa do próprio Milan a partir de agora, após tanto impressionar o técnico Stefano Pioli.

Hauge custará €5 milhões ao Milan – um preço cinco vezes maior que o valor de mercado estipulado pelo Transfermarkt, mas compreensível pela badalação ao redor do jovem. O contrato foi assinado até 2025 e o ponta esquerda vestirá a camisa 15 dos rossoneri. Embora a temporada na Noruega esteja na metade final, com o calendário anual, o novato já se juntará ao elenco milanista e estará à disposição para a rodada do final de semana na Serie A.

Que a ascensão seja meteórica, não é de hoje que Hauge pinta como um bom talento do Bodo/Glimt. Formado pelas categorias de base do clube, desde 2016 ele aparece na equipe principal dos aurinegros. Seria rebaixado naquele ano, mas foi importante para que o clube conquistasse o acesso imediato à elite do Campeonato Norueguês. Ainda passaria alguns meses emprestado ao Aalesunds, mas voltaria para estourar com o Bodo/Glimt desde o último ano. O ponta já foi uma figura importante no vice-campeonato da liga em 2019. Agora, protagoniza a campanha que deve render a taça inédita à agremiação.

A temporada de Hauge na Eliteserien é arrasadora. Em 18 aparições pelo campeonato nacional, o ponta esquerda soma 14 gols e 10 assistências. O Bodo/Glimt permanece invicto, com 17 vitórias em 19 rodadas, além de expressivos 67 gols marcados. Ainda restam mais 11 partidas, mas a vantagem de 18 pontos deixa os aurinegros muito próximos do título. Não é a venda de Hauge que deve atrapalhá-los na empreitada. Nas últimas semanas, o prodígio ainda contribuiu com três gols e duas assistências na Liga Europa.

E vale ressaltar ainda que Hauge é um velho conhecido nas seleções de base da Noruega. O ponta passou por todos os níveis desde o time sub-15. Sua maior sequência aconteceu no Europeu Sub-19, quando ajudou os noruegueses a se classificarem ao Mundial Sub-20. Erling Braut Haaland foi a grande figura naquela campanha, com o recorde de nove gols nos 12 a 0 contra Honduras. Mas quatro assistências vieram do ponta esquerda, que ainda balançou as redes uma vez naquela ocasião. Agora, os dois se reencontrarão no nível principal.

A contratação de Hauge reforça um mercado no qual o Milan se volta a jovens jogadores. O time de Stefano Pioli apresenta bastante potencial, até pelas promessas que já estavam à disposição, e ganha mais qualidade na janela. Hauge, por aquilo que vinha apresentando na Noruega e na Liga Europa, tem capacidade para logo ganhar espaço na equipe e servir de reserva imediato a Ante Rebic na esquerda. Além do bom porte físico, une explosão e dribles. É um perigo constante nas jogadas em diagonal, com um pé direito habilidoso. De qualquer forma, ainda precisará se adaptar ao novo país e a uma liga com maior exigência.

E, além de Hauge, o Bodo/Glimt deve aparecer mais no mercado durante os próximos meses. Com o título no Campeonato Norueguês encaminhado e a presença mais constante nas competições europeias, a vitrine aumenta. Aos 25 anos, o ponta dinamarquês Philip Zinckernagel é outro que arrebenta na Eliteserien, com números tão bons quanto os de Hauge pelo lado direito. Já o centroavante que completa a trinca ofensiva é Kasper Junker, de 26 anos. O volante Patrick Berg também aparece entre os convocados à seleção norueguesa. Por fim, enquanto o lateral direito Alfons Sampsted defende a seleção islandesa, Fredrik André Björkan é outro que se projeta pela esquerda à Noruega. É uma equipe jovem e que faz por merecer as atenções. Hauge se torna o primeiro de seus frutos.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo