Serie A

A Roma ganha uma boa opção para o seu meio-campo ao emprestar Sérgio Oliveira junto ao Porto

Perdendo espaço nesta temporada com o Porto, Sérgio Oliveira aumenta o leque de opções de Mourinho no meio-campo da Roma

Em diferentes momentos dessa temporada, José Mourinho colocou a culpa dos problemas da Roma na falta de opções do elenco. Não dá para tomar as reclamações como verdades absolutas, diante do trabalho mediano do treinador, mas de fato o elenco romanista está longe de ser completo. E o mercado de inverno deve ajudar a diminuir carências. Primeiro, os giallorossi trouxeram Ainsley Maitland-Niles e ele até atuou como titular na lateral direita durante a amarga derrota por 4 a 3 diante da Juventus. Já nesta quarta, o clube anunciou a vinda de Sérgio Oliveira, garantido por empréstimo junto ao Porto.

A contratação de Sérgio Oliveira certamente teve a facilitação de Jorge Mendes, empresário do jogador e também de José Mourinho. O empréstimo foi acertado por €1 milhão, até o final da temporada, com opção de compra ao término desse período por €15 milhões. Oliveira vinha sendo pouco utilizado pelo técnico Sérgio Conceição na atual temporada, o que certamente permitiu que o Porto liberasse um de seus atletas mais renomados. Para a reposição, os portistas podem trazer ainda nesta janela Stephen Eustáquio, destaque no Paços de Ferreira e na seleção do Canadá.

Aos 29 anos, Sérgio Oliveira tem uma vida ligada ao Porto, mas com muitos empréstimos desde que surgiu como uma promessa nas categorias de base. O meio-campista defendeu Beira-Mar, Penafiel e Paços de Ferreira em Portugal, além de Mechelen, Nantes e PAOK fora do país. Sua explosão com os portistas foi um tanto quanto tardia e teve seu ápice em 2020/21, quando Oliveira foi um dos melhores jogadores do Campeonato Português e também arrebentou na ótima campanha do Dragão na Champions League. Porém, na atual temporada, ele voltou a frequentar o banco de reservas, diante da ascensão de Vitinha.

Sérgio Oliveira não deve chegar como titular na Roma. O meio-campista será uma carta na manga de Mourinho e uma opção para rodar o elenco. Ainda assim, garante ótima opção diante das deficiências dos romanistas na faixa central e fortalece a rotação da equipe. Poderá atuar como um dos volantes ou principalmente como uma reposição a Lorenzo Pellegrini. Pela maneira como chega à frente e aparece bem nas construções, Oliveira indica um bom encaixe para aumentar o descanso do capitão, que é o principal jogador giallorosso nesta temporada.

“É fantástico estar aqui neste grande clube. A Roma sempre mostrou um grande interesse em mim e agora quero ajudar a equipe a atingir os seus objetivos e a desenvolver a mentalidade certa”, afirmou Sérgio Oliveira, em sua apresentação. “Estou certo que os meus novos companheiros, com os quais estou desejoso por começar a trabalhar, vão me ajudar a evoluir também. Já falei com Mourinho, obviamente todo jogador deseja trabalhar com ele. Isso influenciou a minha decisão”.

O empréstimo ainda não compromete a Roma a longo prazo. O clube só deve fechar com Sérgio Oliveira no futuro, se o meio-campista realmente der certo, enquanto o ídolo portista segue com as portas abertas em sua velha casa. Seja como for, é bem capaz que Mourinho consiga aproveitar bem o seu compatriota, que aumenta a colônia portuguesa no elenco que já tinha Rui Patrício à disposição. Também é um movimento importante para Oliveira seguir no radar da seleção, às vésperas da repescagem para a Copa do Mundo.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo