Serie A

A Roma ganha um novo xodó: Afena-Gyan, de 18 anos, saiu do banco e arrebentou contra o Genoa

Em sua terceira partida pela equipe principal, o atacante ganês tirou o zero do placar com dois gols - incluindo um golaço

José Mourinho arrumou seus primeiros atritos na Roma por reclamar publicamente de seu elenco. O treinador não fez muitas cerimônias para dizer que os reservas não estão à altura dos titulares e que a goleada sofrida recentemente para o Bodo/Glimt foi gerada por esse desnível. Nas últimas semanas, Mou decidiu promover a estreia de Felix Afena-Gyan, garoto de 18 anos formado na base. E o atacante, em sua terceira partida pelos giallorossi, deu motivos para ser um novo xodó: saiu do banco e marcou dois gols, incluindo uma pintura, para determinar a vitória por 2 a 0 sobre o Genoa no Estádio Luigi Ferraris. Como prêmio, o ganês ganhará um par de tênis prometido por Mourinho se balançasse as redes.

O jogo no horário nobre da Serie A marcava a estreia de Andriy Shevchenko como treinador na liga onde tanto encantou como jogador. O novo técnico do Genoa, além do mais, se reencontrava com Mourinho – com quem não teve muito sucesso no Chelsea, mas ainda assim considera como uma influência ao seu trabalho à beira do campo. Mas, apesar das expectativas, o domínio foi dos romanistas desde o primeiro tempo.

A Roma começou o jogo no campo de ataque e logo criou a primeira chance, com uma cabeçada de Eldor Shomurodov por cima da meta. Os giallorossi pressionavam alto e teriam um gol de Henrikh Mkhitaryan anulado aos 15, por um toque no braço de Tammy Abraham. Já aos 28, num contra-ataque, Stephan El Shaarawy rolou para Shomurodov perder uma chance incrível diante de Salvatore Sirigu. Os desperdícios custavam caro aos romanistas, por toda a superioridade.

O segundo tempo não seria diferente, com a Roma mandando nas ações, embora o Genoa conseguisse evitar tantas chances. Mkhitaryan teve as melhores oportunidades, mas sem marcar. E o Genoa quase cometeu o crime aos 26, num cruzamento fechado para a pequena área, em que El Shaarawy realizou um desarme providencial na quando Stefano Sturaro engatilhava o chute. Na resposta, um tiro prensado de Mkhitaryan saiu lambendo a trave.

A entrada de Afena-Gyan aconteceu aos 30 minutos, no lugar de Shomurodov. E o garoto precisou de pouquíssimo tempo para mostrar como esta era sua noite. Sete minutos depois, saiu seu gol. Mkhitaryan arrancou no contra-ataque e abriu espaço na defesa, antes de dar um passe na medida ao adolescente. No pique, ele bateu de primeira e mandou a bola no contrapé de Sirigu. Na comemoração, o ganês saiu correndo para abraçar Mourinho – que já dava as costas e depois pareceu meio turrão. O tento deu confiança ao novato e o melhor ainda estava por vir.

O segundo gol, aos 49 do segundo tempo, é o que realmente servirá como cartão de visitas para Afena-Gyan. Numa arrancada de El Shaarawy, a zaga fez o corte, mas o rebote caiu nos pés do garoto. O ganês escapou do carrinho adversário no domínio, levantou a cabeça para ver o posicionamento de Sirigu e deu um tapa de fora da área, com força. A bola chapada fez uma curva para fora, saindo do alcance do goleiro, antes de morrer no ângulo. Rolou até dancinha na comemoração.

Levado pela Roma na última temporada, após surgir numa academia voltada à formação de atletas em Gana, Afena-Gyan anotou seis gols em cinco partidas na Serie A Primavera 2021/22 – dirigido pelo veterano Alberto De Rossi, pai de Daniele. O desempenho chamou atenção de Mourinho e, depois de dois jogos saindo do banco contra Milan e Cagliari, o adolescente mostra o tamanho de sua estrela. E sua primeira aparição na seleção ganesa será questão de tempo, após ser convocado para a última Data Fifa, mas acabar cortado por lesão.

Além do prêmio de melhor em campo, Afena-Gyan ainda ganhará o presente de Mourinho: “Tinha prometido comprar uns tênis para ele caso fizesse o gol, 800 euros, não sei dizer a marca. E ele veio me dizer para não me esquecer. Amanhã vou comprar. Tenho pena do Senhor De Rossi, porque o Felix não vai jogar amanhã pelo Primavera. Vejo Felix desde o início da temporada, a base treina perto da gente. Fiquei impressionado pela determinação dele, não é tecnicamente um fenômeno, mas é mortal diante do gol. Também fiquei impressionado com sua humildade. Às vezes, nas novas gerações, você encontra rapazes que não são humildes e acham que sabem de tudo. Ele absorve tudo e tem um senso de desenvolvimento fantástico. Peço desculpas ao Senhor De Rossi, mas tenho certeza de que ele também ficará feliz pelo garoto”.

A Roma se recupera de duas derrotas seguidas nas rodadas anteriores e chega aos 22 pontos. Os giallorossi ultrapassam Juventus, Lazio e Fiorentina, tomando a quinta posição. São três pontos abaixo do G-4. Já o Genoa oferece uma situação delicada a Shevchenko. Os rossoblù estão na zona de rebaixamento, em 18°, com nove pontos. Para piorar, a equipe foi ultrapassada pela rival Sampdoria neste domingo.

<iframe width="100%" height="580" src="https://www.sofascore.com/pt/evento/9645175/formacoes/inserir" frameborder="0" scrolling="no" style="max-width: 770px"></iframe>    <div style="font-size:12px;font-family:Arial,sans-serif"><a href="https://www.sofascore.com/pt/genoa-roma/cebsneb" target="_blank" rel="noopener">Placar ao Vivo Genoa - Roma</a></div>

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo