Serie A

A lenda continua firme: Buffon renova seu contrato com o Parma até 2024, em sinal de compromisso com o clube e a cidade

Buffon promete jogar pelo menos até os 46 anos e ressaltou como não pensa em aposentadoria, enquanto seu objetivo é recolocar o Parma na Serie A

Gianluigi Buffon deixou claro diversas vezes que não pensa em aposentadoria. Mesmo aos 44 anos, o lendário goleiro segue em boa forma com o Parma e seu principal objetivo agora é provar a todos que consegue jogar além dos limites do corpo. A despedida de Gigi no futebol, assim, vai demorar. E, nesta segunda-feira, o Parma anunciou a renovação do contrato de Buffon. Serão pelo menos mais duas temporadas com os gialloblù, em vínculo firmado até junho de 2024. O camisa 1 seguirá na ativa pelo menos até os 46 anos, quem sabe para levar os Crociati de volta à Serie A.

Buffon tinha contrato com o Parma até 2023, mas ainda assim decidiu adicionar mais um ano em seu vínculo e ampliar o comprometimento. O anúncio contou com a presença de toda a família do goleiro. Mostra também uma relação bem íntima com a cidade de Parma, onde viveu seus primeiros anos como profissional.

“Como eu disse quando voltei pra cá, era uma pena que meus filhos não tenham vivenciado a minha primeira passagem pelo Parma. Eu queria dar a eles essa experiência, porque eles precisavam saber o que isso significa para mim. Agora tenho a sorte de tê-los aqui e de vê-los com a camisa do Parma. Isso me faz perceber que eles sabem o quão importante é o Parma. É algo que me dá confiança de que fiz a escolha certa. Agora vamos tentar vencer em campo também”, disse Buffon.

“Meu retorno ao Parma foi baseado na profunda ligação que tenho com essa cidade e com sua gente, bem como pelo entusiasmo e a honestidade do presidente. Depois de sete meses em que pessoalmente me saí bem, era importante renovar, como um ato de responsabilidade para com a cidade e o clube, dar meu total comprometimento. Sem olhar apenas ao futuro, pensei que era importante para mim, no meu papel, dar essa demonstração de força e unidade, de convicção e crença sobre o que estamos fazendo. Não sinto a necessidade de buscar outros desafios sem sentido e supérfluos, aqui há uma missão emocionante, uma que quero fazer com toda a cidade. Sinto que ainda posso dar uma grande contribuição”, adicionou.

De volta ao Parma depois de 20 anos, Buffon continua rendendo muito bem pelo clube onde tudo começou. Gigi é o capitão dos gialloblù na Serie B e disputou 23 das 26 partidas da equipe. O veterano sofreu 23 gols e não foi vazado em oito oportunidades, com direito a três pênaltis defendidos em seis encarados na campanha. O problema é o rendimento geral do Parma, que chegou como candidato ao acesso e não deve brigar mais nesta temporada. A equipe ocupa o 13° lugar na segundona, a nove pontos da zona dos playoffs de acesso. Ao menos não corre mais riscos de rebaixamento, com nove pontos acima da parte vermelha da tabela.

“Estou trabalhando com pessoas de sucesso, entusiasmadas e ambiciosas. Quando há uma visão clara, você só precisa seguir o caminho certo para obter os melhores resultados. Começamos isso nos últimos três ou quatro meses. Certamente temos um plano claro e estamos lentamente o botando em ação. Teria sido uma vergonha dar um passo atrás. Não gosto de fazer isso, especialmente se estou me sentido bem e tenho total confiança nas pessoas com quem estou trabalhando”, declarou Gigi.

“Renovei meu contrato porque, quando cheguei e sabendo do que sou capaz, queria me testar e ver até onde chegaria. Esse desafio e a responsabilidade que tenho aqui me dão muita motivação e são algo que não quero perder. Meu único pensamento é alcançar nossos objetivos. Posso contar com a força naqueles que acreditam. Estou aqui para trabalhar e fazer isso direito. Não gosto de me gabar e nem gosto de ser julgado só pelo meu nome. Ainda não pensei sobre o que virá depois, gosto de manter o foco no que estou fazendo como jogador e não quero terminar com nenhum arrependimento. Estou pensando apenas como jogador e vou fazer isso até meu último dia, então depois terei tempo para pensar no resto. Tenho muitas responsabilidades e preciso de toda a minha energia nisso”, arrematou.

Presidente do Parma, Kyle Krause festejou a assinatura: “Buffon renovou seu contrato e estou muito feliz. Gigi é um grande jogador, ainda é um dos três melhores goleiros italianos em atividade, sua renovação é um grande prazer para nós. Além de suas qualidades como líder, ele também tem grandes qualidades humanas. Para o Parma, sua decisão de continuar conosco é uma honra. A paixão e a dedicação que Gigi mostrou pelo Parma e pela cidade são evidentes, você sente cada vez que o vê. Essa notícia nos dá muita alegria, estamos felizes em ainda contar com seu comprometimento todos os dias”.

O objetivo de Buffon é colocar o Parma novamente na Serie A. O contrato de duas temporadas garante mais tempo para a aventura. E não seria surpreendente se o camisa 1 continuasse jogando além desse período. Gigi declarou várias vezes que tudo é uma questão de mentalidade. Por aquilo que se vê no Ennio Tardini, sua vontade é enorme e nem importa que um dos maiores goleiros da história se esfole na segunda divisão. Sua paixão pelo jogo é infinitamente maior que qualquer vaidade.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo