Serie A

A Juve precisou jogar só um tempo para vencer a Salernitana e se manter no encalço dos líderes

O primeiro tempo da Juventus em Turim foi bom, com Dybala e Vlahovic se combinando aos gols, mas o time tomou sustos no segundo tempo

A Juventus vinha de uma semana caótica, depois da eliminação na Champions League. A sequência na Serie A, ao menos, era bastante positiva e a Velha Senhora tinha o compromisso mais fácil possível, ao receber a lanterna Salernitana no Estádio Allianz. O primeiro tempo mostrou uma boa resposta dos bianconeri, que criaram uma série de chances e construíram a vitória. Contudo, o time se acomodou na segunda etapa e até tomou certo sufoco. O triunfo por 2 a 0 se preservou no placar apesar dos sustos e os juventinos continuam na perseguição aos líderes para tentar reduzir a diferença no topo da tabela.

A Juventus começou a amassar a Salernitana desde os primeiros minutos. Não à toa, o primeiro gol saiu logo aos cinco. Numa troca de passes fácil, Dusan Vlahovic ajeitou dentro da área e encontrou Paulo Dybala. O argentino cortou a marcação e bateu no canto, ao lado da trave. A Velha Senhora continuou martelando na sequência do primeiro tempo, com Dybala e Vlahovic se entendendo bem. A dupla perdeu algumas chances, enquanto o goleiro Luigi Sepe também acumulava boas intervenções.

O segundo gol da Juve saiu naturalmente, aos 29. Mattia De Sciglio cruzou da direita e Vlahovic saltou soberano para definir de cabeça dentro da área. Durante a reta final do primeiro tempo, a Juventus diminuiu um pouco mais o ritmo e até permitiu que a Salernitana chegasse ao ataque. Porém, os lanternas da Serie A não fariam tanto assim, no máximo com um chute perigoso de longe que passou ao lado da trave. A situação da Velha Senhora era segura.

O segundo tempo recomeçou com a Juventus acomodada. Com isso, a Salernitana cresceu na partida e passou a comandar as ações. Os bianconeri pouco faziam no ataque e teriam uma rara chance com Matthijs de Ligt, defendida por Sepe. Os grenás logo se tornaram mais contundentes e, não fosse Wojciech Szczesny, poderiam ter descontado. O goleiro faria duas defesas excelentes, em tentativas de Simone Verdi e Federico Bonazzoli antes dos 30. Franck Ribéry, que veio do banco, ajudava nas investidas dos lanternas. Do outro lado, quando Vlahovic respondeu, parou em Sepe. Na reta final, os juventinos travaram os oponentes e asseguraram o placar.

A Juventus permanece na quarta colocação, mas encosta na Internazionale uma rodada antes do confronto direto. Os bianconeri somam 59 pontos, um a menos que os nerazzurri, que possuem um jogo a menos. Além disso, a vantagem dentro do G-4 sobe momentaneamente para dez pontos. A Salernitana, com 16 pontos, ficou ainda mais isolada na lanterna. São nove pontos para respirar fora da zona de rebaixamento.

Standings provided by SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo