Serie A

A crise na presidência não impediu a Sampdoria de construir uma grande vitória no dérbi contra o Genoa

Massimo Ferrero deixou o clube após ser preso e, mesmo com a instabilidade, a Samp teve ótima atuação no clássico

A Sampdoria atravessou uma semana bastante turbulenta. O presidente Massimo Ferrero foi preso, por conta de uma fraude em outro de seus negócios, e deixou o comando do clube. Para aumentar a instabilidade, foi revelado que ele negociava com Dejan Stankovic para substituir Roberto D’Aversa como técnico. E tudo isso às vésperas do Derby della Lanterna, o acirrado clássico contra o Genoa. Apesar de tantos problemas, a Samp deu a volta por cima no Estádio Luigi Ferraris. Fez uma grande partida e respondeu à crise com o triunfo por 3 a 1, que amplia a seca de Andriy Shevchenko à frente do Grifone na Serie A.

A Sampdoria construiu a vitória desde cedo no Marassi. O primeiro gol dos blucerchiati surgiu logo aos sete minutos, num cruzamento de Antonio Candreva que Manolo Gabbiadini cabeceou para as redes. O primeiro tempo seguiu nas mãos da Samp, mais agressiva no ataque, enquanto o Genoa tinha enormes dificuldades para responder. Foram só duas finalizações dos rossoblù na etapa inicial, ambas para fora.

Apesar de uma chance desperdiçada por Hernani, que impediu o empate do Genoa no início do segundo tempo, o placar logo se tornou mais condizente à Sampdoria. Num contra-ataque aos quatro minutos, Candreva chutou para defesa de Salvatore Sirigu, mas a bola espirrada ficou livre para Francesco Caputo definir às redes na pequena área. O Genoa quase descontou com Goran Pandev e Mattia Destro, mas a Samp guardou o terceiro aos 22, num tiro de Gabbiadini que Zinho Vanheusden desviou e encobriu Sirigu. A arbitragem anulou o tento de início, mas o VAR confirmou.

O Genoa até descontou aos 33, numa cabeçada de Destro, o que permitiu que o jogo seguisse aberto nos minutos finais. Candreva esteve a ponto de marcar o quarto da Sampdoria, mas esbarrou na trave. Do outro lado, o Grifone não desistia, com Vanheusden triscando o poste num chute de longe e logo depois Johan Vázquez também acertando a trave numa cabeçada. A reta final, além do mais, contaria com sua dose de confusão depois que um sinalizador foi atirado na beira do campo, mas nada que tomasse tanto tempo.

A Sampdoria vinha de duas derrotas consecutivas e se recupera na tabela. Chega aos 18 pontos, no 14° lugar, oito acima da zona de rebaixamento. E o Z-3 começa exatamente pelo Genoa, com 10 pontos em 18°. Shevchenko chegou sob boas expectativas, mas ainda não teve trégua, com três derrotas seguidas – ainda que as anteriores tenham ocorrido contra Milan e Juventus. O dérbi era exatamente o momento de tentar uma resposta, ainda mais contra um rival em crise nos bastidores.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo