Itália

Sassuolo aposta em Matheus Henrique, que parece ter um estilo que encaixa no clube

Meio-campista do Grêmio foi anunciado pelo Sassuolo depois de conquistar o ouro olímpico; o zagueiro Ruan também chega, mas só na janela de janeiro

O Sassuolo anunciou nesta quarta-feira a contratação do meio-campista Matheus Henrique, do Grêmio, que estava com a seleção brasileira olímpica em Tóquio 2020 e conquistou a medalha de ouro. O jogador, de 23 anos, chega em uma operação conjunta. Além dele, o zagueiro Ruan, de 22 anos, também vai para o neroverdi, mas só se apresenta em janeiro. Permanece em Porto Alegre emprestado ao Grêmio.

LEIA TAMBÉM: O adeus a André Catimba, uma das maiores lendas do Vitória e imortal símbolo do Grêmio

“Estou muito feliz em estar aqui na Itália em um clube como o Sassuolo”, disse Matheus Henrique à Sky Sport Italia, depois dos exames médicos pelo novo clube. “Eu escolhi este clube porque o projeto tem sido trabalhado há quase dois anos e eu agradeço a Deus que finalmente aconteceu. Estou muito feliz. Forza Sassuolo”.

Matheus Henrique chega ao Sassuolo por empréstimo com obrigação de compra em junho de 2022. O valor acordado pela contratação dos dois jogadores, segundo o Football Italia, é de € 16 milhões. O volante vai para a Itália e deve ser o substituto de Manuel Locatelli, que é pretendido pela Juventus. Há negociações em curso para que o jogador, destaque da seleção italiana na Euro 2020, vá para o clube de Turim.

Matheus Henrique tem potencial para ire bem no clube. Um meia central com boa capacidade de passe, não tem a explosão física de Locatelli, nem a sua força, mas é um jogador capaz de organizar o jogo em um estilo parecido com Stafano Sensi, atualmente na Inter, e que também defendeu o Sassuolo.

Matheus Henrique (esq.) e Ruan, anunciados pelo Sassuolo (divulgação)

O estilo de jogo do Sassuolo se encaixa nas características de Matheus Henrique. O brasileiro funciona bem para controlar o jogo, dar cadência ao time e chegar bem ao ataque. Também se movimenta muito. Não é um marcador nato e funciona quando o time está posicionado para não dar espaço ao adversário.

Ruan, por sua vez, é um jogador em um estágio de desenvolvimento um pouco menos avançado, até pelo tempo em campo. Até por isso, para o Sassuolo será importante ver o jogador atuando por mais minutos pelo tricolor gaúcho. Ele tem potencial para se tornar um jogador importante, mas precisa de mais tempo em campo para chegar um pouco mais experiente à Itália, em janeiro de 2022.

Matheus Henrique chegou ao Grêmio em 2018, vindo do São Caetano. Ganhou espaço no meio-campo do time gaúcho e em 2019 já era titular absoluto do time. Já foi convocado para a seleção principal, mas foi pela olímpica que teve mais oportunidades. Por vezes formou uma dupla leve de meio-campo junto a Maicon. É um destaque do Grêmio e chega com boas expectativas ao futebol europeu.

A aposta em dois jogadores jovens é uma estratégia conhecida do Sassuolo. O time busca jogadores que possam se encaixar no jeito de jogar do time e que tenham potencial. O próprio Locatelli chegou assim. Ainda muito jovem, foi trazido do Milan, que não teve paciência para trabalhá-lo, e foi no veroverdi que ganhou cancha para ser o jogador de seleção que se tornou.

LEIA TAMBÉM: Os 40 anos do primeiro Brasileirão do Grêmio: A campanha do Tricolor que se encorpou e atropelou na reta final

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo