Itália

Regras impedem Eriksen de voltar a jogar na Itália, e Inter abre as portas para vendê-lo

O jogador teve um desfibrilador instalado em seu peito após o ataque cardíaco que sofreu na Euro 2020 - e, na Itália, isso é proibido

Recuperando-se do ataque cardíaco que sofreu em campo na estreia da Eurocopa contra a Finlândia, Christian Eriksen ainda não voltou a praticar a sua profissão e não deve ser capaz de fazê-lo na Itália. A Internazionale emitiu um comunicado confirmando que as regras sanitárias da Serie A impedem que um jogador seja inscrito com um desfibrilador interno, como o que foi instalado no peito do dinamarquês.

Eriksen desabou em campo naquele jogo em junho, recebeu o tratamento emergencial e foi levado ao hospital. O desfibrilador envia ondas de choque para restaurar o ritmo normal do coração e evitar novos incidentes. Na Itália, atletas não podem praticar esportes de contato com um dispositivo desses, e o futebol, claro, é um esporte de contato.

“Em referência aos direitos de inscrição do jogador Eriksen (cujo valor contábil em 30 de junho de 2021 era de € 18,3 milhões), tem que ser mencionado que, após um sério incidente durante a Eurocopa em junho de 2021, o mesmo foi temporariamente impedido pela autoridade médica italiana de praticar atividades esportivas nesta temporada”, afirmou o clube, em comunicado ao publicar seus resultados financeiros deste ano.

A Inter, então, citou que em outros países ele poderia atuar normalmente. “Embora as atuais condições do jogador não o permitam estar em forma na Itália, o mesmo pode ser atingido em outros países onde o jogador pode retomar a atividade competitiva”, explicou.

Em entrevista ao Goal.com, o empresário de Eriksen, Martin Schoots, disse que o comunicado da Inter foi apenas uma obrigação contábil para seus acionistas. “Todo jogador tem um valor contábil. E como Christian é contratado pelo clube, tecnicamente ele ainda tem um valor contábil. É tudo isso que diz, é uma questão contábil e não tem muito a ver com Christian”, esclareceu. “Christian está bem. Está passando muito tempo com a família. Está em boa forma. Quando houver mais notícias, elas serão comunicadas”.

No meio do ano, Francesco Braconaro, membro do Comitê Científico da Federação Italiana, havia dito que Eriksen não poderia jogar enquanto tivesse o desfibrilador no peito. “Não podemos aprovar que jogue na Itália”, disse, em entrevista à Rádio Kiss Kiss. “Se o desfibrilador desse jogador for removido, e um especialista mostrar que ele tem condições de jogar, poderá jogar pela Inter”.

Daley Blind teve um desfibrilador instalado em seu peito em 2019 e tem jogado normalmente pelo Ajax no Campeonato Holandês. Em contato com o jornal Telegraph, a Federação Inglesa confirmou que as regras no país são diferentes da Itália e adotam uma abordagem mais caso a caso. Eriksen surgiu no Ajax e explodiu pelo Tottenham, da Premier League.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo