Itália

Reggina acusa Chelsea de aliciar jovem jogador

O Chelsea é acusado pela Reggina de aliciar um jogador de suas categorias de base. Vincenzo Camilleri, de 15 anos, se negou a continuar atuando pelas categorias de base do time de Reggio Calabria após receber uma oferta dos Blues, segundo o site oficial do clube italiano.

“Outro talento do futebol italiano foi levado do nosso mundo”, diz a nota assinada pelo presidente Lillo Foti. “Aconteceu porque um clube, no caso o Chelsea do sr. Abramovic (sic), iniciou uma negociação não permitida, porque o jogador não havia completado 16 anos. Tudo isso aconteceu fora das regras nacionais e internacionais”.

A Reggina afirma que o chefe dos observadores do Chelsea, Frank Arnesen, desembarcou no centro de treinamentos de S. Agata com um helicóptero para convencer Camilleri a seguir para Londres. “Eles nos saquearam, mostrando poder e dinheiro contra o trabalho diário e o sacrifício da Reggina. É fácil convencer um garoto de menos de 16 anos, que deveria ser protegido de tais agressões”, afirma Foti..

Camilleri vinha integrando seleções de base da Itália, e a Reggina acusa a federação italiana de não dificultar o acesso de agentes e procuradores aos jovens. Foti conta: “Há tempos se verificava um assédio ao garoto, através da procura de clubes importantes, de nomes cujo fascínio é capaz de encantar qualquer um, sobretudo um garoto ainda em fase de formação”.

O comunicado de Foti afirma que clubes como Atalanta, Bologna e Messina sofreram com episódios semelhantes. O presidente da Reggina promete denunciar o fato à Uefa, à federação italiana e à procuradoria da república italiana.

O Chelsea já esteve envolvido em outro episódio de aliciamento. Em 2006, o time tirou das categorias de base do Leeds United os jogadores Matthew Woods e Tom Taiwo. O Leeds denunciou o clube de Stamford Bridge, e o caso só foi encerrado após um acordo fora do tribunal sobre compensação financeira.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo