Itália

Ramsey nunca foi o que se esperava na Juventus e, em acordo com o clube, rescinde o contrato

Ramsey, de 31 anos, chegou à Juventus em 2019 e nunca esteve à altura do esperado; galês fica livre no mercado

O meio-campista Aaron Ramsey não é mais jogador da Juventus. Aos 31 anos, o jogador retornava de empréstimo ao Rangers e não fazia parte dos planos do clube. O clube entrou em acordo com o jogador para pagar uma multa de € 3 milhões pelo fim antecipado do contrato. Assim, o galês está livre no mercado para encontrar um novo clube para a próxima temporada.

Ramsey chegou à Juventus após o fim do seu contrato com o Arsenal, em 2019, e com um salário alto, de 7 milhões por ano. O vínculo acabaria em junho de 2023, mas com o jogador fora dos planos, clube e jogador entraram em um acordo para encerrar o vínculo em vez de buscar um clube interessado em pagar para contratar o jogador.

Inicialmente, a Juventus tinha oferecido € 2 milhões em compensação pelo fim do contrato, mas Ramsey pediu € 4 milhões. Assim, chegaram a um acordo no meio termo, de € 3 milhões. Lembrando que caso a Juventus rompesse o contrato de forma unilateral, teria que pagar a quantia total do salário anual de Ramsey pelo restante do vínculo, algo em torno de € 7 milhões.

As negociações estavam encalhadas nas últimas semanas, mas as duas partes enfim chegaram a um acordo antes do início da temporada. Desde que chegou à Juventus, em 2019, foram apenas 69 jogos pelo clube, com seis gols marcados. Nunca chegou perto de alcançar o que se esperava dele, que foi uma das tentativas de resolver o problema do meio-campo do time, que não se encontrou desde as saídas de Paul Pogba em 2016 (que voltou nesta temporada), Arturo Vidal e Claudio Marchisio – este último de quem Ramsey herdou a camisa 8.

Em janeiro, Ramsey, que já não era aproveitado na Juventus, foi emprestado ao Rangers, voltando ao Reino Unido. Ele tinha feito apenas cinco jogos pela Velha Senhora e esperava-se que pudesse se valorizar atuando pelos Gers. No Rangers, jogou menos do que o esperado: foram 13 jogos, com dois gols marcados.

O galês agora irá procurar um clube para atuar na próxima temporada e certamente terá que reduzir sua demanda salarial. O jogador começou na base do Cardiff antes de chegar à base do Arsenal. Foi emprestado ao Nottingham Forest e ao Cardiff antes de brilhar com a camisa dos Gunners. Foram 371 jogos com a camisa do Arsenal, com 65 gols marcados e 65 assistências.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo