Itália

Novo estádio de Milão deve ficar pronto até 2025, diz presidente do Milan

Receitas de estádio são fundamentais e presidente do Milan acredita que sem isso, os italianos não conseguirão competir na Europa

Construir um estádio novo em Milão virou um projeto abraçado tanto por Milan quanto por Internazionale para os próximos anos. Os dois clubes dividem San Siro, um estádio Municipal, alocado aos dois clubes da capital da Lombardia. Segundo o presidente do Milan, Paolo Scaroni, só com novos estádios e as receitas que ele pode gerar é que os clubes italianos podem competir na Europa. O dirigente afirmou que os planos do clube para a nova casa são para ter a inauguração do novo San Siro em 2025.

LEIA MAIS:
San Siro para o Milan e Giuseppe Meazza para a Inter? Desmentimos esse mito
Conheça os dois projetos para o novo estádio de Milão e entenda por que Milan e Inter decidiram demolir San Siro
Patrimônio histórico de Milão dá aval para demolição do estádio de San Siro

“Não podemos esquecer que na quarta-feira iremos enfrentar o Liverpool, um clube que arrecada € 100 milhões do estádio, enquanto nós arrecadamos € 35 milhões”, afirmou Scaroni em entrevista à Radio Anch’io. “Os clubes da Serie A precisam de novos estádios que possam nos permitir alcançar os outros clubes, sem isso, os torcedores terão que aceitar desempenhos que não são de nível europeu”, explicou o presidente.

“Estamos em um bom ponto, estou otimista, mesmo que haja uma eleição da prefeitura em breve. Outubro será um mês crucial. Depois da aprovação na câmara dos vereadores, o que eu espero que aconteça até o fim do ano, levará seis meses para o design”.

“Neste ponto, a construção pode começar na segunda metade de 2022 e, entre 2024 e 2025, ele poderia estar pronto. Os torcedores sabem que o futebol internacional é feito com dinheiro e sem dinheiro você não pode atingir os resultados que os torcedores querem”.

Prioridade do Milan é terminar entre os quatro primeiros

Paolo Scaroni, presidente do Milan (Imago / OneFootball)

Na temporada passada, 2020/21, o Milan terminou a Serie A em segundo lugar e chegou a liderar parte importante no primeiro turno. Nesta temporada, o objetivo continua o mesmo: estar entre os quatro primeiros e se garantir na Champions League, ponto que Scaroni considera fundamental.

“A prioridade é estar de volta à Champions League, o Milan sempre tem que estar lá. Se pudermos fazer melhor que isso, ficarei feliz. O objetivo é ao menos o quarto lugar, então se terminarmos em primeiro, ficarei feliz”, afirmou Scaroni.

“Stefano Pioli criou uma mistura perfeita entre jogadores jovens e experientes, construir um verdadeiro time, agressivo e divertido. O técnico nunca esteve em risco, nosso projeto é de longo prazo desde o primeiro dia”, afirmou ainda o dirigente, que comentou sobre o principal atacante do time. “Ibrahimovic sempre nos surpreende, não sei o que ele tem em mente para o futuro. Se ele decidir ficar em Milão, ele pode dar uma grande contribuição ao nosso Milan”.

Depois de perder Gianluigi Donnarumma e Hakan Çalhanoglu, que não quiseram renovar seus contratos, outro jogador do elenco rossonero está em pauta agora pode haver temor que aconteça o mesmo: Franck Kessié. O marfinense tem contrato até junho de 2022.

As negociações com o meio-campista estão em andamento, mas as notícias é que um acordo está longe de ser alcançado, ao menos por enquanto. “Eu mantenho um otimismo cauteloso. Tenho grande confiança em Maldini e Massara, que estão negociando com ele”, disse Scaroni.

LEIA MAIS:
Prefeito de Milão se diz agradado com projeto do novo estádio de San Siro, mas há pontos a serem esclarecidos
Inter e Milan divulgam imagens dos projetos de seu novo estádio, agora com parte do San Siro preservada

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo