Itália

Napoli é derrotado por Udinese e Milan comemora

O Napoli foi derrotado em casa pela Udinese por 2 a 1 e viu a conquista do Campeonato Italiano ficar ainda mais difícil. O resultado manteve os biancocelesti com 65 pontos, seis atrás do Milan, que venceu no sábado a Sampdoria em casa. Já os bianconeri foram a 59 pontos, um atrás da Lazio, primeira equipe da zona de classificação para a Liga dos Campeões. E o tropeço da Internazionale ante o Parma coloca a equipe de Udine na briga por uma das vagas diretas à fase de grupos da LC.

A Udinese começou em cima, chegando primeiro com German Denis. Aos 4 minutos, o atacante dominou e bateu, obrigando Morgan De Sanctis a voar no canto esquerdo para fazer a defesa. Aos 7, novo ataque do time de Udine, desta vez com Giampietro Pinzi, depois de bola recebida de Kwadwo Asamoah. O jogador, no entanto, foi travado pela zaga napolitana.

A resposta do Napoli veio aos 10 minutos, com o artilheiro Edinson Cavani. Depois de bola tocada por Marek Hamsik, o atacante chegou batendo, mas mandou a esquerda do gol defendido por Samir Handanovic. Aos 17, foi a vez de Christian Maggio pegar de direita de fora da área e assustar os visitantes, mas a bola acabou indo mais uma vez à esquerda da meta dos bianconeri.

A etapa inicial seguiu com equilíbrio com leve superioridade da Udinese durante a primeira parte dos 45 minutos, e melhora dos biancocelesti no desenrolar do jogo, a ponto de encerrar o primeiro tempo com mais de 60% de posse de bola. Aos 40, Ezequiel Lavezzi teve grande chance, após cruzamento pela direita de Cavani, mas o arremate do atacante acabou salvo pela retaguarda rival. O equilíbrio, porém, foi refletido no 0 a 0 do placar.

O Napoli começou a segunda etapa melhor, pressionando em lances com Hamsik e Paolo Cannavaro. No primeiro, aos 3 minutos, o meia caiu pela direita e bateu ao lado da trave. Cinco minutos depois, o mesmo Hamsik achou Cannavaro fora da área. O zagueiro bateu à direita do gol da Udinese.

Mas foram os bianconeri que acabaram chegando antes ao gol. Como um “castigo” pelos tentos perdidos, Gökhan Inler, aos 10 minutos, mandou de longe e balançou as redes defendidas por De Sanctis. Não demorou e, empolgada, a Udinese ampliou no San Paolo, dessa vez com Germán Denis. Em jogada rápida, Pablo Armero cruzou e mandou na cabeça do atacante, que desviou para o gol do Napoli.

Os tentos fizeram com que os napolitanos passassem a correr, de forma desenfreada, atrás do resultado, abrindo espaço para os contra-ataques da Udinese. Aos 21, Hassan Yebda perdeu boa chance após escorar para fora escanteio cobrado por Lavezzi. Aos 25, foi a vez de Walter Gargano não aproveitar a oportunidade gerada após um lance de boa parada, mandando a bola à esquerda do gol. Aos 28, Maggio ainda acertaria o travessão, depois de cruzamento de Andrea Dossena.

A pressão biancocelesti se seguiu ao longo da segunda etapa, comandada por Cavani e Lavezzi. Aos 36, Cavani escorou mal cruzamento de Lavezzi. No minuto seguinte, foi a vez do argentino perder, arrematando à direita da meta da Udinese. Nessa insistência, aos 43, Maurízio Domizzi fez pênalti em Cristiano Lucarelli e acabou expulso. Na cobrança, porém, Cavani bateu mal, levando Samir Handanovic a fazer a defesa.

Nos acréscimos, Giuseppe Mascara ainda conseguiu, enfim, furar a resistência da Udinese, mas não foi suficiente para impedir a derrota que torna a reconquista da Série A um desafio ainda mais difícil aos napolitanos.

Confira todos os jogos da 33ª rodada da Serie A:

Sábado, 16/abril
Roma 2×3 Palermo
Milan 3×0 Sampdoria
Parma 2×0 Internazionale

Domingo, 17/abril
Fiorentina 0x0 Juventus
Genoa 3×0 Brescia
Catania 1×4 Lazio
Chievo 2×0 Bologna
Lecce 3×3 Cagliari
Cesena 1×0 Bari
Napoli 1×2 Udinese

Confira classificação e próximos jogos do Campeonato Italiano.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo