Itália

Mas já? Milan deixa de acertar com técnico ex-Real Madrid após rejeição da torcida

Julen Lopetegui ainda é o favorito da diretoria do Milan, mas pressão da torcida põe chegada do técnico em cheque

Insatisfeitos com o trabalho de Stefano Pioli, é praticamente certo que os diretores do Milan não irão renovar o contrato do técnico, que treinou o time campeão da Serie A em 2021/2022. Na verdade, o comando do clube rossonero até já tinha um nome praticamente encaminhado para assumir o time na próxima temporada, mas está tendo de repensar por conta da pressão de seus torcedores ao redor do mundo.

Após a imprensa local anunciar que Julen Lopetegui era o favorito para comandar o time, e que inclusive já tinha um acordo bastante encaminhado, milanistas se revoltaram com a decisão da diretoria. Por meio do X (antigo Twitter), eles criaram a hashtag ‘Nopetegui’, e até mesmo a torcida organizada do clube se mostrou contrária à escolha.

Só faltava assinar

De acordo com o jornalista Gianluca di Marzio e a emissora Sky Sport, Lopetegui se tornou o alvo favorito dos diretores, que gostam da metodologia de trabalho do espanhol, de sua proposta de jogo e de como ele vê a possibilidade de treinar a equipe. Inclusive, eles informam que um contrato de 3 anos de duração com um valor de 4 milhões de salário por temporada já havia sido feito, e que o acordo só não foi assinado devido à repercussão negativa.

Já a Gazzetta Dello Sport informou na noite desta segunda-feira (29) que o receio fez com que não só a assinatura fosse adiada, como o Milan pensará melhor e procurará novos treinadores antes de fazer uma proposta final. Nomes como Paulo Fonseca, do Lille, e Thiago Motta, que deve ir para a Juventus, também já foram ligados ao time rossonero. Nas redes sociais, torcedores parecem mais abertos às possíveis vindas de Antonio Conte, que está desempregado, Roberto De Zerbi, treinador do Brighton, ou Vicenzo Italiano, da Fiorentina.

Carreira agitada

Goleiro com passagens discretas por Real Madrid e Barcelona, Lopetegui se destacou mais como técnico. Ele passou a ganhar destaque a partir de 2014, quando passou a comandar o Porto após passagem pelas categorias de base da Espanha. Em 2016, ele se tornou treinador da Seleção Espanhola profissional, mas foi demitido dias antes da Copa do Mundo de 2018, quando o Real Madrid anunciou que ele tinha assinado contra para ser técnico do time merengue após o Mundial da Rússia. Porém, sua passagem no time da capital espanhola durou apenas 4 meses, por conta de maus resultados.

Lopetegui voltou a trabalhar no Sevilla em junho de 2019, e inclusive levou o time espanhol a conquistar a taça da Liga Europa pela sexta vez, na época, mas foi demitido em outubro de 2022. Seu último trabalho foi no Wolverhampton, e durou até agosto do ano passado, por não concordar com os baixos gastos em reforços que o clube inglês teria.

Ainda não é certo que a diretoria desistiu totalmente de contratar Lopetegui. Quando anunciou a chegada de Pioli, em 2019, parte da torcida também foi contrária, fazendo campanhas na internet. Resta saber se nos próximos dias a diretoria vai de fato desistir de contratar o espanhol de 57 anos, ou vai ceder aos desejos de sua torcida, que deseja ver o Milan levantando troféus e jogando um futebol mais atraente do que o atual.

Foto de Vanderson Pimentel

Vanderson Pimentel

Jornalista formado em 2013, e apaixonado por futebol desde a infância. Em redações, também passou por Estadão e UOL.
Botão Voltar ao topo