Itália

Lazio sai de clássico equilibrado com a Roma em vantagem na semifinal da Copa Itália

O retrospecto pesava quando os dois times entraram em campo no Estádio Olímpico para começar a decidir uma das vagas na decisão da Copa Itália. A Roma havia sido derrotada no último confronto pela competição mata-mata, na final de 2013, mas vencera os últimos quatro dérbis da capital. A Lazio estava louca para encerrar uma sequência negativa longa demais para um jogo de tanta rivalidade e, com gols de Milinkovic e Immobile, venceu por 2 a 0.

LEIA MAIS: Dino Zoff, 75 anos: Do silêncio, o goleiro “ultrapassado” se eternizou como lenda

Os momentos das duas equipes eram parecidos antes do apito inicial. A Lazio vinha de cinco jogos invictos, com quatro vitórias, e a Roma havia perdido apenas do Villarreal, pela Liga Europa, nas suas últimas oito partidas, depois de abrir 4 a 0 no jogo de ida. Conquistou uma bela vitória sobre a Internazionale, em Milão, no último fim de semana, e, em segundo lugar, tenta perseguir, com o terceiro melhor ataque da competição. A Lazio, mais tímida na hora de fazer gols, é a sexta colocada.

A tônica da partida, portanto, foi naturalmente a Roma tomando as iniciativas das ações ofensivas, enquanto a Lazio defendia-se e esperava para dar o bote. No confronto entre as duas propostas, venceu a da Lazio, que não apenas marcou dois gols a mais que o adversário, como concedeu poucas chances. O goleiro Strakosha realizou apenas três defesas o jogo inteiro, mesmo número de intervenções realizadas por Alisson. Duas dessas intervenções saíram na  primeira metade da etapa inicial, em uma cabeçada de Milinkovic e em um chute da entrada da área de Immobile.

Também no primeiro tempo aconteceu o momento mais lamentável da partida. Em dezembro, Senad Lulic, da Lazio, recebeu uma suspensão de 20 dias por ofensas racistas contra o zagueiro Rüdiger, da Roma. Como o período da punição coincidiu com o intervalo de inverno, Lulic perdeu apenas uma partida, contra o Crotone, no começo de janeiro. A torcida da Lazio relembrou esse episódio no jogo desta quarta-feira e vaiou Rüdiger quando ele tocava na bola. Mas não foram apenas vaias: foram audíveis também barulhos de macacos. Tiveram que pedir, por meio do alto-falante do Olímpico, para que os fãs da Lazio parassem com isso.

Aos 29 minutos, a Lazio abriu o placar. Felipe Anderson passou batido por Federico Fazio, chegou à linha de fundo e tocou para trás. Milinkovic apareceu para conferir. A Roma poderia ter deixado a etapa inicial pelo menos com o empate, pois Dzeko teve duas boas chances, mas as desperdiçou.

 

A lógica do segundo tempo foi bastante parecida. A Roma pressionou em busca do empate, mas criou pouco. Salah acertou a trave, na oportunidade mais clara. Aos 31, Keita brilhou, com a ajuda de ações defensivas bem ruins da Roma. O senegalês recebeu entre Emerson e Manolas, passou pelos dois com dificuldade e cruzou rasteiro, na boca do gol. Rüdiger tentou interceptar, mas errou o bote. Immobile, livre, empurrou para as redes de dentro da pequena área.

 

O resultado coloca a Lazio em boa vantagem na semifinal da Copa Itália que, diferente das outras fases, é disputada em jogos de ida e volta. Mas tem que tomar cuidado: o ataque da Roma é poderoso o suficiente para reverter a situação na próxima partida.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo