Itália

Kolarov se aposenta do futebol: “Sou grato por ter conseguido realizar o que sempre foi meu sonho”

Aos 36 anos, Kolarov ficou sem contrato ao final da temporada e decidiu pendurar as chuteiras, já sentindo as dificuldades físicas do esporte

O sérvio Aleksandar Kolarov anunciou neste domingo a sua aposentadoria do futebol profissional, aos 36 anos. O jogador passou as duas últimas temporadas defendendo a Internazionale, mas teve um papel menor do que o esperado especialmente por causa de lesões. Apesar disso, ele coloca o fim em uma carreira que foi imensamente vitoriosa, com títulos e passagens por grandes clubes da Europa.

Formado na base do Estrela Vermelha, Kolarov se transferiu ainda jovem para o Cuckaricki e depois foi para o Beograd. Foi de lá que saiu para sua primeira passagem internacional, a Lazio, que o contratou em 2007. Foram três anos pelo clube da capital italiana até vir outro clube que crescia naquele momento: o Manchester City. Em 2010, ele foi para a Inglaterra. Foram sete anos defendendo o clube, onde conquistou títulos importantes, como aquele da temporada 2011/12, o primeiro título de Campeonato Inglês dos Cityzens em 40 anos.

Em 2017, voltou à Itália para defender a Roma, justamente rival da Lazio que defendeu anos antes. Foi muito bem novamente na capital, agora com a camisa dos giallorossi. Em 2020, atendeu ao chamado de Antonio Conte e se transferiu para a Internazionale. Nos nerazzurri, foi mais usado como zagueiro, já pelas suas características físicas. Suas lesões o impediram de ter muitos jogos: foram 11 na primeira temporada e menos ainda na segunda, apenas quatro. No total, são apenas 15 jogos com a camisa da Inter ao longo desses dois anos de sua passagem.

“Sempre soube que cedo ou tarde esse dia chegaria e, apesar disso, sou grato por ter conseguido realizar o que sempre foi o meu sonho”, afirmou o jogador. “Agora já estou caminhando para minha ‘segunda vida’ no mundo do futebol e por isso, assim que os editais forem publicados, vou me matricular nos cursos de qualificação, primeiro como olheiro e depois como diretor esportivo, no Centro Tecnico Federale em Coverciano”, disse o sérvio.

Exímio cobrador de faltas e muito forte fisicamente, Kolarov se destacou na sua carreira pela força ofensiva. Com grande capacidade nas bolas paradas e com muita altura, conseguiu se adaptar bem ao futebol italiano, onde acabou tendo mais jogos ao longo da carreira. No total, são mais de 500 jogos como profissional e 52 gols marcados por clubes. Pela seleção sérvia, foram 94 jogos de 2008 até 2020, quando fez seus últimos jogos, já como zagueiro e capitão do time. Marcou 11 gols no total pela seleção sérvia.

Kolarov agora tenta o caminho do futebol fora de campo. Pelo que ele mesmo disse, parece mais inclinado a um cargo diretivo do que como técnico, mas ainda é cedo para saber. Veremos como isso se desenvolverá. Pelo seu estilo e pelo que vimos na carreira, sempre foi um jogador com boa visão de jogo e boa capacidade de leitura de situações. Fora de campo, tentará trazer a experiência para a direção. Não será surpreendente se tiver um cargo em clubes italianos no futuro.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo