Itália

Kessié: “Não tenho a intenção de sair do Milan. Pelo contrário, quero ficar para sempre”

O meia de 24 anos ainda não renovou o seu contrato que termina ao fim da próxima temporadas - mas diz que o fará assim que voltar de Tóquio

Franck Kessié não pretende deixar o Milan e, se depender dele, será rossonero para o resto da vida, segundo afirmou o meia de 24 anos que neste momento está em Tóquio 2020 defendendo a seleção de Costa do Marfim no torneio masculino de futebol em entrevista à Gazzetta dello Sport.

O contrato de Kessié está entrando em sua última temporada e surgiram especulações sobre uma possível venda nesta janela para o Milan não perdê-lo de graça daqui a um ano. O rumo mais recente nos últimos dias associava o jogador ao Liverpool, mas ele tranquilizou a torcida do clube ao qual chegou em 2017 da Atalanta.

“Tenho orgulho de ter escolhido o Milan e não é minha intenção sair. Pelo contrário, quero ficar para sempre. Agora tenho os Jogos, mas quando eu voltar, vou resolver tudo. Quero apenas o Milan. (Paolo) Maldini (diretor-técnico) e (Frederic) Massara (diretor esportivo) sabem o que penso”, disse.

Kessié reforçou que gosta tanto quando a torcida canta que “há apenas um presidente”, em referência ao seu apelido dentro do clube, que não tem planos de deixar o cargo. “Quero ser vitalício. Pelo menos no futebol”, brincou, na entrevista que será publicada na edição de segunda-feira da Gazzetta dello Sport.

Kessié chegou emprestado da Atalanta, em 2017, e foi comprado em definitivo dois anos depois. Em meio a uma longa reconstrução, tornou-se um dos principais pilares do time jovem do Milan, com 30 gols em 184 partidas.

Ele marcou na vitória por 2 a 1 sobre a Arábia Saudita na primeira rodada do Grupo D da Olimpíada e na manhã deste domingo participou do 0 a 0 contra o Brasil. A Costa do Marfim, com quatro pontos e em segundo lugar no saldo de gols, precisa de pelo menos um empate na partida final contra a Alemanha para avançar às quartas de final.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo