Itália

Jorginho e Bonucci são os batedores de pênalti, mas deixaram Quagliarella fazer história

Jovens como Moise Kean, Barella e Zaniolo vêm ganhando destaque na seleção italiana, mas o grande nome da goleada por 6 a 0 sobre Liechtenstein foi um veterano. Fabio Quagliarella, 36 anos, anotou dois gols de pênalti, tornando-se o jogador mais velho a marcar com a camisa da Itália. Graças a Leonardo Bonucci e Jorginho.

LEIA MAIS: Quagliarella leva boa fase na Samp para Itália e vira goleador mais velho da história da Azzurra

O atacante da Sampdoria, artilheiro da Serie A, contou que os dois eram os batedores designados para penalidades máximas, mas permitiram que ele cobrasse as duas infrações que a Itália recebeu na partida das Eliminatórias da Eurocopa de 2020. Quagliarella fez o terceiro e o quarto gol da vitória, seus primeiros pela Itália desde uma goleada sobre Ilhas Faroe em 2010.

“Agradeço a Jorginho e a Bonucci. Eles são os cobradores e me disseram para bater. Eles disseram: ‘É a sua noite, bata’. Agradeço aos torcedores pelos gritos e pela maravilhosa ovação, memórias que estarão sempre comigo”, disse, segundo a agência AP.

Em fevereiro, Quagliarella foi convocado para um campo de treinos da seleção italiana, seu primeiro chamado desde 2015. Entrou no fim da vitória por 2 a 0 sobre a Finlândia para fazer seu primeiro jogo desde 2010 e, contra Liechtenstein, foi titular desde o início, substituído por Roberto Mancini para receber os aplausos da torcida no Ennio Tardini, de Parma.

O treinador foi questionado se acredita que Quagliarella chegará à Eurocopa ano que vem. “As coisas estão indo bem no momento, mas é difícil dizer o que acontecerá entre agora e junho de 2020. Mas um jogador sério como ele pode continuar por muito tempo”, encerrou.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo