Copa do MundoEurocopaItália

It’s coming Rome? Itália pensa em sediar Euro 2028 ou Copa 2030

Gabriele Gravina, presidente da FIGFC, quer que o país sedie um dos grandes eventos e fará a Itália ser candidata a Euro e Copa

A Itália quer ser sede da Copa 2028 ou da Copa do Mundo em 2030, segundo o presidente da FIGC, Gabriele Gravina. A campeã da Euro 2020 sonha em sediar um dos dois grandes eventos de seleções e pode ter o mesmo adversário que venceu nos pênaltis: a Inglaterra. Os ingleses querem sediar a Copa 2030, em um projeto já em curso há muito tempo.

Os ingleses ainda são os grandes favoritos a sediarem principalmente a Copa do Mundo de 2030, ainda que a confusão que aconteceu em Wembley na final, com episódios de violência, tenha afetado a imagem da Inglaterra em termos de organização. Ainda assim, os ingleses mostraram na Eurocopa que estão prontos para sediar um grande evento e a Copa do Mundo de 2030, por ser do centenário do torneio, é o principal desejo.

Gravina quer aproveitar o embalo da vitória da Itália em campo para fazer com que o país volte a sediar um evento dessa magnitude. A Itália sediou a Euro em 1968, quando conquistou o seu primeiro e, até domingo, único título do torneio. Sediou a Copa do Mundo em 1990, o último grande evento de seleções que recebeu.

“É uma vitória para todos aqueles que colaboraram no nosso projeto de longo prazo. Nos dá esperança ao país em geral, como pesquisas sugerem que o impacto econômico é a melhora de 0,7% do PIB, cerca de € 12 bilhões”, disse Gravina. “A vitória em si do torneio trouxe uma receita de € 36 milhões, o que não é para ser desprezado”.

Uma das expectativas de poder sediar um grande evento é que as prefeituras sejam forçadas a aceitar renovarem seus estádios, que foram reformados pela última vez, em sua grande maioria, justamente para a Copa do Mundo de 1990. “Nós temos a Euro 2028 e a Copa do Mundo 2030 como oportunidades, mas nós temos que ir um passo de cada vez, então primeiro a Euro”.

Além da Euro 1968, a Itália também recebeu a Euro 1980, quando a Alemanha Ocidental foi campeã em cima da Bélgica. Antes da Copa do Mundo de 1990, a Itália também recebeu a Copa do Mundo de 1934, durante o período fascista de Benito Mussolini, e que o time conseguiu ficar com a taça.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo