Itália

Gattuso: “O que estamos fazendo não é o bastante e a responsabilidade é minha”

O Napoli está em má fase. Ganhou apenas uma de suas últimas seis partidas por todas as competições (ok, foi contra a Juventus), com quatro derrotas e duas pauladas da Atalanta. Gennaro Gattuso, sem papas na língua como costuma ser, afirmou em entrevista coletiva que o seu time precisa fazer mais e que a responsabilidade pela queda de rendimento é dele – embora o tenha feito de um jeito meio genérico.

“As críticas são merecidas. Neste momento, as coisas não estão indo bem. A responsabilidade é minha porque eu sou o treinador”, afirmou, segundo o Football Italia. “Há pouco a ser dito. Estamos em meio a um momento negativo e jogando abaixo das nossas capacidades. Vestimos uma camisa histórica e representamos uma cidade fantástica. Temos que assumir responsabilidade e eu sou o principal responsável. Temos que conseguir resultados. O que estamos fazendo não é o bastante. Precisamos de menos palavras e mais ações”.

Em meio à fase negativa, o Napoli ficou para trás no Campeonato Italiano, agora em sétimo lugar, a quatro pontos da zona de classificação à Champions League (com um jogo a menos), foi eliminado da Copa da Itália e perdeu por 2 a 0 para o Granada no jogo de ida dos 32 avos de final da Liga Europa. A volta será na próxima quinta-feira, no Estádio Diego Armando Maradona.

“Eu vi nos olhos dos meus rapazes que eles acreditam que podemos nos classificar. Precisamos acreditar. Nunca se sabe no futebol. O Granada é um bom time, mas podemos lhes causar problemas. Eu espero ter uma abordagem melhor do que a que tivemos na primeira partida. Sabemos muito bem quais características eles têm. O Granada nunca desiste e é difícil de ser batido”, afirmou. “Em Bergamo, poderíamos ter evitado aqueles quatro gols (derrota por 4 x 2 pela Serie A no último fim de semana). Contra a Juventus (vitória por 1 a ), ficamos recuados e fomos bem. Precisamos ter mais mentalidade e desejo de vencer”.

Koulibaly e Ghoulam estão voltando de lesão, mas o Napoli está com uma crise de atacantes. Mertens começará no banco de reservas e pode atuar apenas entre 20 e 25 minutos. Victor Osimhem e Andrea Petagna estão fora. Gattuso especulou entre escalar Matteo Politano ou Elif Elmas na posição central do ataque, mas não quis confirmar antes do jogo para “não dar nenhuma vantagem” ao adversário.


.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo