Depois de passar pelas categorias de base do Chelsea e do Guingamp sem sucesso em se lançar às equipes principais, , filho do craque Didier Drogba, acaba de optar por uma rota pouco convencional: nesta segunda-feira, o jogador foi anunciado como reforço do , clube da Serie D italiana.

Isaac nasceu na França em dezembro de 2000 e começou sua formação no futebol nas categorias de base do . No começo de 2018, transferiu-se para o Guingamp, onde atuou pelo sub-19 e pelo time B do clube francês. Apesar dos esforços, não chegou a ser promovido para o profissional.

Agora, aos 20 anos, decidiu ir para a Itália e começar a partir da base da pirâmide. Embora no futebol atual jogadores que venham a ter sucesso costumem já ganhar algum espaço em sua idade, Isaac Drogba tem uma importante fonte de inspiração em ninguém menos que seu pai, que também demorou a desabrochar.

se profissionalizou pelo Le Mans apenas aos 21 anos, transferiu-se para o Guingamp no início de 2002 e só foi passar a ganhar reconhecimento na temporada 2002/03, aos 24 anos, sendo em seguida vendido ao Olympique de Marseille. Nos phocéens, em apenas uma temporada, seguiu sua ascensão, sendo transferido ao Chelsea em 2004. Em Londres, defendeu os Blues por oito anos seguidos, entre 2004 e 2012, se estabelecendo como um dos principais atacantes do mundo e uma das figuras de destaque de sua geração.

Se carregar nos genes ao menos parte do talento do pai, Isaac pode ainda ter, afinal, um futuro no futebol. O desafio inicial, no entanto, será grande. O Folgore Caratese ocupa a sétima colocação da quarta divisão italiana. Por outro lado, isso significa que há uma boa margem de diferença que Isaac pode fazer na equipe, com sorte atraindo olhares para o seu futebol.