Itália

Emprestado ao RB Leipzig, Kluivert tentará destravar seu potencial em um clube especialista no assunto

Justin Kluivert não explodiu na Roma como se esperava quando chegou, dois anos atrás, como mais uma revelação da excepcional linha de produção do Ajax, e agora tentará destravar o seu potencial em um clube que costuma ser muito bom nesse assunto: o RB Leipzig.

Kluivert, 21 anos, foi contratado por aproximadamente € 17 milhões depois de uma boa temporada pelo Ajax, mas teve uma passagem acidentada pela Itália. Sofreu algumas lesões e não conseguiu se firmar como uma peça importante do ataque da Roma.

Fez 51 jogos em duas edições da Serie A, apenas 33 como titular, um pouco menos da metade do máximo possível. Esteve em campo 2859 minutos, o que dá aproximadamente 31 jogos completos, e anotou apenas cinco gols. Por todas as competições, marcou nove vezes em 68 partidas.

Kluivert ainda é muito jovem. Fez sua temporada de apresentação com o Ajax – 10 gols em 30 jogos – em 2017/18 com apenas 18 anos e, sendo sincero, nem sempre a Roma é um clube coeso e tranquilo para servir de plataforma a um jovem com potencial.

O RB Leipzig, por outro lado, tem essa característica em seu DNA. Desde o início do projeto da Red Bull, aposta em jovens, tem paciência e busca desenvolvê-los, inclusive testando alguns por empréstimo como está fazendo com Kluivert.

Nos últimos anos, por exemplo, usou temporariamente nomes como Ademola Lookman, do Everton, Emile Smith Rowe, do Arsenal, Jean Kévin-Augustin, do Monaco, Angeliño, do Manchester City, Ethan Ampadu, do Chelsea, e Patrick Schick, da própria Roma.

A saída de Kluivert é mais um passo da Roma para tentar esvaziar um pouco o seu ataque. Paulo Fonseca tem usado um tridente com Edin Dzeko – que ficou apenas porque o Napoli não liberou Milik a tempo – Henrik Mkhitaryan, contratado em definitivo do Arsenal, e Pedro, recém-chegado do Chelsea.

A Roma também trouxe Borja Mayoral do Real Madrid e confirmou Carles Pérez, emprestado pelo Barcelona em janeiro. Também conta com a possibilidade de colocar Lorenzo Pellegrini, Zaniolo ou Javier Pastore mais à frente para fechar o trio em caso de necessidade.

Pela outra porta, além de Kluivert, Diego Perotti acertou com o Fenerbahçe, ao fim de seu contrato. Patrick Schick foi vendido ao Bayer Leverkusen, e Cengiz Ünder, ao Leicester.

.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo