Itália

Defesa de campeão

Um bom time começa a ser montado da defesa. É um chavão, mas que, usualmente, funciona. O campeão da Serie A nesta temporada, Milan, mostra, em suas estatísticas, uma defesa que sofre poucos gols, bom o equilíbrio de um ataque que consegue marcar com freqüência.

Massimiliano Allegri conseguiu fazer com que a defesa rossonera seja segura e eficiente, um trabalho que vai além da defesa em si, mas de um equilíbrio defensivo que deve ser feito por todo o time. Sua formação padrão é o 4-3-1-2, com três homens protegendo a defesa.

Embora os nomes tenham variado ao longo da temporada, quem mais tem sido escalado para esse trio são Mark van Bommel (ótima contratação de meio de temporada), Gennaro Gattuso e Clarence Seedorf. Os dois primeiros são cães de guarda, que protegem a defesa com uma marcação muito forte. Seedorf, por sua vez, tem ótimo poder de marcação – no Ajax de 1994/95, jogava como primeiro volante – e a qualidade que todos conhecem para o setor ofensivo.

Van Bommel, inclusive, costuma ser sub-valorizado. O volante é ótimo marcador, tem posicionamento e cobertura excelentes. Basta olhar sua carreira para ver que o jogador tem passagens em grandes times – inclusive o Barcelona mágico de Ronaldinho em 2006, campeão da Europa.

O homem mais à frente, como trequartista, tem sido Kevin-Prince Boateng. O ganês foi uma contratação que deixava dúvidas, mas mostrou-se muito eficiente na passagem da bola ao campo de ataque. Embora não seja um armador clássico, dá consistência ao time porque faz o jogo fluir e recompõe bem o meio-campo sem a bola.

Com essa proteção à frente, jogadores de qualidade notável no centro da defesa podem se destacar ainda mais. Thiago Silva já vem fazendo boas temporadas desde que chegou ao Milan e tem ao seu lado, quando não há problemas de lesão, Alessandro Nesta, zagueiro de nível mundial, além de experiente. Na ausência de ambos, até Mario Yepes, contratação também bastante questionável no início da temporada, teve boa participação, com boas partidas.

Com essa composição, a defesa do Milan sofreu apenas 23 gols em 36 jogos disputados até aqui, o que dá uma média de 0,64 sofrido por partida, que ajuda muito um time que briga por títulos. Se contarmos todos os jogos da temporada rossonera, o time fez 55 jogos e sofreu 40 gols, média de 0,73 gols por partida. Um índice ainda excelente.

O ponto fraco do time ainda são as laterais. Gianluca Zambrotta, veterano, não consegue ter o mesmo desempenho que tinha anos atrás, seja jogando do lado direito, seja do lado esquerdo, onde costuma ser titular. Ignazio Abate, que se fixou como o titular do lado direito, é um jogador bastante limitado. Não convence nem na marcação, nem no apoio.

Por isso, a contratação de jogadores para essas duas posições daria ao time de Allegri uma segurança ainda maior. Taiwe Taiwo, que segundo Allegri está contratado para a próxima temporada, pode não ser um grande jogador, mas é um bom lateral e pode melhorar o desempenho do Milan por ali. Na direita, o problema é mais grave, já que temos poucos jogadores surgindo nessa posição.

Para não dizer que não falei das flores, a contratação de Zlatan Ibrahimovic foi fundamental para o time. O atacante teve um desempenho decisivo, marcando 14 gols em 29 jogos. É preciso lembrar também que Ibrahimovic vem ganhando títulos nacionais há sete temporadas. Primeiro, pelo Ajax (2003/04), Juventus (2004/05 e 2005/06, títulos que depois foram cassados, mas em campo foram conquistados pela Juve de Ibra), Internazionale (2006/07, 2007/08, 2008/09), Barcelona (2009/10) e agora o Milan (2010/11). Não é pouco. Na Itália, Ibra foi campeão em simplesmente todas as temporadas que disputou, considerando apenas o resultado em campo.

Robinho foi outro jogador que contribuiu muito para o time. Soube ficar no banco quando necessário e conquistou seu espaço com seu bom futebol. Fez, no Milan, sua melhor temporada na Europa. Fez 12 gols em 32 jogos, tornando-se o parceiro mais frequente de Ibrahimovic.

Alexandre Pato, por sua vez, teve mais uma vez uma temporada atrapalhada por lesões. Mesmo assim, esteve em campo 23 jogos e marcou os mesmos 14 gols de Ibrahimovic. É um jogador que sabe ser decisivo, é importante para o time e certamente terá o seu espaço, até pelos 21 anos que tem.

Por fim, Antonio Cassano mostrou que foi uma boa contratação e funcionou como um bom reserva. Dá opção no ataque e cria boas jogadas. É um jogador com potencial para ser o titular, mas a concorrência no setor é forte.

Para ser campeão, um time precisa começar por uma defesa que dê segurança ao time. O sistema defensivo do Milan deu essa segurança. A partir daí, o funcionamento da equipe é melhor, inclusive do ataque, terceiro melhor da Serie A com 61 gols, que manteve um bom equilíbrio e levou o time ao scudetto.

Brescia na Serie B

Na briga para evitar o rebaixamento, o Brescia acabou derrotado. A derrota em casa para o Catania leva os biancoazzurri à Serie B, em uma volta que durou apenas uma temporada, mesmo com a contratação de jogadores como Alessandro Diamanti, outrora uma promessa do futebol italiano. Os Andorinha se juntam ao Bari, lanterna, que também está rebaixado.

A última vaga tem como favorita a Sampdoria. Os blucerchiati perderam o clássico para o Genoa no último minuto da partida e ficaram em situação difícil. Com 36 pontos, entrou na zona do rebaixamento e ficou a dois pontos do Lecce, que venceu o Napoli e respirou.

Nas duas rodadas finais, a Sampdoria recebe o Palermo e visita a Roma, dois jogos difíceis. O Lecce terá o clássico local contra o Bari, já rebaixado, fora de casa, e recebe a Lazio na última rodada.

O Cesena, outro time que está ali próximo à zona do rebaixamento, está perto de se salvar. Com 40 pontos, basta uma vitória para garantir a permanência. E para isso, recebe o Brescia, já rebaixado, em casa na próxima rodada. Na última, enfrenta o Genoa fora de casa.

A Sampdoria começou a temporada classificada para a Liga dos Campeões. Começou a queda com a perda para o Werder Bremen no play-off e a queda de rendimento do time em campo. A saída de Giampaolo Pazzini e Antonio Cassano no meio da temporada também foi decisiva, já que é difícil substituir esses dois jogadores e manter o nível. A Serie B deve mesmo ser o destino dos blucerchiati na próxima temporada.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo