Itália

De Rossi será assistente técnico de Roberto Mancini na seleção italiana

Daniele De Rossi se aposentou em 2020 jogando pelo Boca Juniors e já tinha planos claros para continuar no futebol, agora como treinador. Em dezembro, ele começou o curso para tirar a Licença Uefa A, que permite que ele trabalhe no nível de Serie C italiana. Mesmo assim, ele foi especulado em diversos clubes. Nesta quinta-feira, o ex-jogador, de 37 anos, foi anunciado como auxiliar de Roberto Mancini na seleção italiana.

Com isso, De Rossi poderá trabalhar de perto com o treinador em Coverciano e começar a dar seus primeiros passos na nova carreira. “Eu estou orgulhoso em começar esta nova carreira com a seleção e eu agradeço tanto ao presidente [Gabriele] Gravina quanto o técnico Mancini pela confiança e oportunidade”, disse o ex-jogador em entrevista ao site da FIGC, a Federação Italiana de Futebol.

“Será empolgante retornar a Coverciano, que para mim significa ir para casa e encontrar antigos companheiros e amigos nos funcionários e no elenco, e mal posso esperar para começar. Eu farei isso com entusiasmo, sabendo que estou apenas no começo e eu ainda tenho muito a aprender, mas eu também espero poder ajudar o time”.

“Eu estou muito satisfeito que Daniele venha para o nosso grupo. Eu tenho certeza que ele será capaz de dar uma contribuição importante para os jogadores e eu espero que esta primeira experiência como treinador se prove útil no futuro”, avaliou Roberto Mancini ao comentar o novo membro da sua comissão técnica.

“Eu tenho certeza que sua história, experiência, seu vínculo inquebrável com a camisa Azzurra se tornará um grande valor para um time que já mostrou que pode ambicionar resultados de prestígio. O técnico irá saber como melhorar suas habilidades dentro do grupo e com a comissão técnica. Esta nova experiência também irá garantir a Daniele mais crescimento em sua jornada de treinamento técnico”, disse Gabriele Gravina, presidente da FIGC.

De Rossi jogou pela seleção italiana de 2004 a 2017 e foi campeão do mundo em 2006. Antes, jogou pelo time sub-19 em 2001 e também atuou pela equipe sub-20 em 2002 e pelo sub-21, em 2003, antes de estrear pelo time principal. Jogou 117 partidas pela seleção italiana principal, com 21 gols marcados. Além de ter sido campeão em 2006, esteve no elenco vice-campeão da Eurocopa em 2016.

Ao longo da sua carreira, De Rossi sempre foi um jogador visto como alguém que valorizava a paixão pelo futebol. Torcedor da Roma, foi jogador do clube em quase toda a carreira, deixando apenas uma temporada para atuar pelo Boca Juniors, a quem admirava pela imensa paixão da sua torcida. Algo que só poderia mesmo acontecer com alguém que é apaixonado pelo que faz, pela profissão e pelo futebol. Se levar um pouco disso para a nova função, será algo muito interessante de ver.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo