Itália

Escândalo: Bonucci pode tomar gancho de 3 anos e meio

O escândalo de manipulação de resultados pode ter mais uma vítima. O zagueiro Leonardo Bonucci, da Juventus e da seleção italiana, pode receber um gancho de três anos e meio por estar envolvido no escândalo de apostas e manipulação de resultados na Itália. O companheiro de time, Simone Pepe, pode ser punido por um ano por omissão, segundo o promotor da federação italiana de futebol (FIGC).

A acusação contra Bonucci é do tempo que ele defendia o Bari. O jogador, titular na Eurocopa pela Itália, é acusado de facilitar para manipular o resultado de uma partida em maio de 2010, contra a Udinese. A partida terminou 3 a 3. Pepe jogava pela Udinese naquela partida e foi acusado de saber do esquema de manipulação e não denunciar.

A possibilidade de punição pode abalar a Juventus, que perderia os dois jogadores na temporada e ainda corre o risco de perde Antonio Conte, que foi acusado de não denunciar um esquema de manipulação de resultados quando era técnico do Siena na Serie B, em 2010/11.

Di Vaio e Lecce também pode sofrer punições

No terceiro dia de audiências sobre o escândalo, chamado de Calcioscommesse, o promotor da FIGC, Stefano Palazzi, pediu a dedução de dois pontos do Bologna e o rebaixamento do Lecce para a terceira divisão. O time caiu para a segunda na temporada passada.

Outro jogador envolvido é o atacante Marco Di Vaio, ex-Bologna, que foi para o Montréal Impact. O promotor pediu suspensão de um ano do jogador e outros nomes do futebol profissional ainda podem receber punições que variam de um a quatro anos.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo