Ásia/OceaniaItália

Atuando na Austrália, Alessandro Diamanti anuncia aposentadoria aos 39 anos ao final da temporada

Com passagem em diversos clubes das divisões inferiores na Itália, Diamanti se aposentará como uma lenda no futebol da Austrália

O atacante Alessandro Diamanti, de 39 anos, anunciou que irá se aposentar do futebol profissional ao final da temporada na Austrália, onde ele atua pelo Western United. O italiano tem uma longa carreira, que começou em 1999 no clube da sua cidade natal, o Prato, e desde julho de 2019 está naquele que será o seu último clube, o Western United, na Austrália.

Canhoto, de ótimo chute, capaz de jogar como meia ofensivo ou nas pontas, Diamanti viveu grandes momentos, mesmo sem nunca ter atuado pelos grandes clubes do seu país. Ele esteve nas divisões inferiores e foi muito bem em clubes como o Bologna. Teve seu grande momento na seleção italiana também.

Nos quatro anos que atua na Austrália, Diamanti tem mais de 80 jogos pelo Western United e 11 gols marcados. Foi um jogador importante para a conquista do título do clube na temporada passada, 2021/22. Ele encerrará uma carreira de 23 anos e mais de 550 jogos. Seu último jogo será no sábado, dia 29 de abril, contra o Perth Glory, última rodada da fase regular do Campeonato Australiano, a A-League.

“Sou um homem feliz. Sempre tentei ser um jogador do povo, para o povo. Sempre segui os valores verdadeiros do futebol. Não fui um jogador de 100 títulos, mas eu fui um jogador que se sentiu amado, amado pelos meus entes queridos e por todas as milhares de pessoas que me seguem há mais de 20 anos”, disse Diamanti. “O amor que os torcedores me deram constantemente foi e é a minha maior vitória”.

Diamanti começou a carreira no Prato, passou pelo Empoli, Fucecchio, Florentia, Albinoleffe, sempre nas divisões inferiores, e teve um ótimo momento no Livorno, de 2007 a 2009. Foi neste último ano que ele conseguiu uma transferência para o West Ham, a sua primeira experiência no exterior. Durou apenas um ano e ele retornou à Itália parta defender o Brescia por um ano, em que foi bem e chegou inclusive à seleção italiana, ainda em 2010. Em 2011, foi vendido ao Bologna, onde teve ótimos momentos.

Foi justamente pelo Bologna que o jogador viveu o seu maior momento na seleção italiana. Ele chegou à Eurocopa de 2012, quando a Itália foi até a final do torneio contra a Espanha. Ele atuou em três jogos naquela campanha, um da fase de grupos e dois em jogos eliminatórios. Na final, ficou apenas no banco.

Ainda atuaria também pela Itália na Copa das Confederações de 2013, no Brasil. Seu último jogo pela seleção italiana foi em novembro de 2013. Não foi para a Copa 2014 pela Azzurra e não voltaria a defender a seleção do seu país.

Em clubes, Diamanti aproveitou a onda de dinheiro no futebol chinês e foi para o Guangzhou Evergrande em fevereiro de 2014. Jogou por lá até janeiro de 2015, quando foi emprestado à Fiorentina. De lá, foi para o Watford, também por empréstimo.

Alessandro Diamanti, do Western United (Reprodução)

Jogou também pela Atalanta por empréstimo antes de se transferir, de forma definitiva, ao Palermo, em 2016. Ficou um ano no clube e depois foi para o Perugia. Ficou apenas alguns meses antes de se transferir para o Livorno, clube com o qual sempre teve uma grande ligação. Atuou por um ano pelo clube, em 2018/19, antes de se transferir para o Western United, em 2019, onde joga até este ano de 2023.

Diamanti foi o capitão do clube na sua estreia pela A-League e terminou a temporada 2019/20 com sete gols e sete assistências em 25 jogos. O time chegou à semifinal do campeonato. Diamanti foi escolhido como o melhor jogador da A-League, o que o fez ganhar a medalha Johnny Warren.

Foram 81 jogos da A-League de Diamanti pelo Western United, com 11 gols. As lesões acabaram encurtando o número de jogos do italiano no clube. Ele fez apenas 10 jogos na temporada 2021/22 e, na temporada 2022/23, só foi titular em um dos 20 jogos que ele fez na temporada. Foi usado como um reserva de luxo. Foram menos de 400 minutos em campo nesta temporada. Mesmo assim, marcou dois golaços, sendo um deles em janeiro, em um chute inacreditável, que mostramos aqui.

“Alessandro teve uma incrível carreira como jogador e merecerá todos os aplausos e reconhecimento que receber”, afirmou o gerente geral de Mal Impiombato. “Para nós, como clube de futebol, Diamanti tem sido catalizador para muito do nosso crescimento dentro e fora de campo e contribuiu para cada uma das nossas mais especiais memórias”.

“Como capitão inaugural do nosso clube, Diamanti criou uma fundação bem-sucedida aqui e ficará como uma lenda do Western United e um dos grandes jogadores da A-League. Os torcedores do futebol italiano e torcedores de todos os clubes irão celebrar e lembrar dele com carinho e estamos gratos e temos o privilégio de ter Alessandro representando o verde e o preto do Western United”.

Foto de Felipe Lobo

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!). Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009, onde ficou até 2023.
Botão Voltar ao topo