Inglaterra

Wenger defende fim da janela de transferências de janeiro

A janela de transferências de janeiro é injusta para a liga. É o argumento do técnico Arsène Wenger, do Arsenal, para defender o fim desse período ou, ao menos, colocar um limite no número de contratações que o time pode fazer.

O Arsenal ainda não contratou ninguém na janela, mesmo após o treinador francês ter dito que teria uma “janela agitada”. O Newcastle, por sua vez, já fez cinco contratações, todos franceses – aumentando o número de jogadores dessa nacionalidade para seis. Os Magpies contrataram Moussa Sissoko, Massadio Haidara, Yoan Gouffran, Mapou Yanga-Mbiwa e Mathieu Debuchy.

“Eu acho que isso [janela de janeiro] deveria ser completamente eliminada ou então limitada a dois jogadores”, afirmou Wenger na coletiva de imprensa do Arsenal. “É injusto com a liga, alguns times que já jogaram duas vezes com o Newcastle têm uma vantagem em relação aos times que ainda jogam com o Newcastle, que contratou seis ou sete jogadores”, continuou.

“Você não enfrenta exatamente o mesmo time, então eu acredito que o número de jogadores que você pode contratar deveria ser limitado”, disse ainda Wenger, ignorando que a janela de transferências de verão, entre julho e agosto, já termina com a Premier League em andamento, o que pode ocasionar o mesmo problema. Ou mesmo as suspensões, que impedem um jogador importante de enfrentar uma equipe, mas não outra.

O francês continuou a criticar a janela de janeiro. “É um mercado de transferências errado. Os únicos times que vendem jogadores são os que estão com problemas financeiros ou jogadores que estão infelizes onde estão”, afirmou o técnico.

Wenger ainda disse que algum jogador ainda pode chegar no Arsenal, mas que ele acredita que já tem os jogadores necessários. “Se alguém mais puder fortalecer o nosso elenco, nós iremos contratar, é claro, mas nós temos os jogadores aqui para ir bem”, analisou o técnico.

“Nós temos dois jogadores em todas as posições, o que deve ser suficiente, além dos jogadores jovens”, disse. “Mas se nós encontrarmos jogadores do mais alto nível em qualquer posição, nós nunca iremos recusar fortalecer o elenco”, continuou.

O Arsenal é sexto colocado na tabela do Campeonato Inglês e está na Copa da Inglaterra, competição pela qual joga neste fim de semana, contra o Brighton, da segunda divisão.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo