Champions LeagueEuropaInglaterra

Walcott: “Precisamos começar a acreditar novamente”

O atacante Theo Walcott disse que o Arsenal precisa voltar a acreditar em si mesmo se quiser ter chance de uma virada contra o Bayern Munique na Liga dos Campeões, depois de perder em casa o primeiro jogo das oitavas de final por 3 a 1, nesta terça. Os Gunners precisarão de ao menos três gols na Alemanha para ter chance de avançar.

“Nós temos que ser realistas e dizer que será muito difícil [que o Arsenal se classifique]”, afirmou o jogador ao Goal.com. “O Bayern é um time muito forte em casa, nós precisamos fazer três gols, e nós podemos fazer isso se nós trabalharmos duro e mostrarmos o que nós fizemos no segundo tempo de qualquer forma”, declarou.

“Espero que os caras não se alonguem muito sobre esse resultado de hoje, porque nós precisamos voltar para onde deveríamos estar na liga. Tivemos alguns resultados muito positivos na Premier League, por isso precisamos começar a acreditar novamente e subir na tabela”, disse ainda o camisa 14 do Arsenal.

“Eu estava decepcionado com o resultado de 3 a 1”, continuou o jogador. “Eu senti que nós começamos o jogo bem, para ser honesto, mas eu acho que o Bayern teve suas chances, eles foram muito fortes, muito bem organizados”, analisou Walcott. “Nós viemos muito fortes no segundo tempo e nós fomos muito positivo que nós conseguimos isso. Nós pensamos, quando fizemos aquele gol, que desestabilizou o time deles e nós tivemos uma grande oportunidade de empatar em 2 a 2, então três minutos depois eles fizeram o gol decisivo”, contou o jogador.

“Acho que se nós tivéssemos feito o segundo gol, nós teríamos uma grande chance, mas 3 a 1 é difícil perguntar. Nós temos que ser positivos, nós temos que nos concentrar no Aston Villa agora, temos alguns jogos importante na Premier League chegando”, declarou o jogador.

Atualmente, o Arsenal está em quinto na Premier League, quatro pontos atrás do Tottenham, arquirrival do time, na briga por uma vaga na Liga dos Campeões.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo