Inglaterra

Walcott defende continuidade de Wenger no Arsenal

O meia Theo Walcott, do Arsenal, declarou apoio incondicional ao seu treinador, Arsène Wenger, que cada vez mais cai em desprestígio no comando dos Gunners. O francês está sendo cobrado por resultados que não aparecem, após sete anos sem nenhum título.

Grato ao técnico, Walcott enfatiza que Wenger fez muito pelo clube nos últimos anos e que agora é a hora de fazer valer o bom trabalho: “Ele sempre acreditou em mim desde o começo, quando eu era bem jovem. Não vencemos nada já há algum tempo, mas creio que devemos recompensá-lo com alguma conquista”, comenta.

“Se não jogamos bem, ele assume a culpa, o que não é sempre justo, pois somos nós jogadores que estamos em campo para este fim. Claro que ele nos deixa saber quando não fomos bons o bastante, apontando nossos erros e uma forma de repará-los”, revela Walcott.

“Uma vez que conquistemos o primeiro troféu, vocês vão ver que iremos retornar para onde pertencemos de verdade. Quando jogamos bem, o trabalho fica mais fácil, sobretudo quando vencemos. É fantástico fazer parte disso. Entretanto, quando as coisas não vão bem, você precisa se impor e envolver todo o time. Temos atletas conosco que podem produzir grandes lances de forma repentina. Vai chegar o dia em que vamos ganhar jogos mesmo sem precisar dominá-los”, completa o meia.

 

Mostrar mais

Felipe Portes

Felipe Portes é zagueiro ocasional, cruyffista irremediável e desenhista em Instagram.com/draw.portes

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo