BrasilInglaterraMundial de ClubesMundo

Tite: “Corinthians não virou favorito no Mundial”

O técnico do Corinthians, Tite, fez questão de dizer que o Corinthians não virou favorito porque o Chelsea foi eliminado da Liga dos Campeões no meio da semana. O treinador ainda lembrou que o time brasileiro não está garantido na final e alertou para o perigo da fase semifinal.

“Eu não acredito que resultados anteriores determinem favoritismo. O que determina é a força da equipe, os 90 minutos da semifinal, os 90 minutos da final. A experiência da equipe pesa, a qualidade dos atletas pesa. Temos muita consciência disso. Sabemos da nossa força. Não acredito em favoritismo. Acredito em capacidade dos atletas na preparação para o jogo”, disse o treinador em entrevista coletiva.

Tite, sempre cuidadoso com as palavras, afirmou que o Corinthians não dá como garantida a sua passagem à final do Mundial e lembrou que outro time já foi eliminado nesta fase.  “Nós não damos nada como garantido”, afirmou o treinador. “Os sul-americanos já perderam a semifinal antes”, declarou o treinador corinthiano. “Nós temos uma responsabilidade para ganhar e há uma enorme pressão para isso”, declarou. “A maioria das últimas semifinais do Mundial foram muito apertadas”, continuou Tite. “Nenhum time realmente dominou o jogo”.

“Estávamos nos preparando para o Mundial no Campeonato Brasileiro. Isso é o que é preciso para ganhar o título. Você não pode começar sua prepartação quando chega aqui, porque aí é muito tarde”, explicou Tite.

O atacante Émerson também falou aos jornalistas e mostrou confiança. “Estamos em boa forma”, disse o jogador. “Nós temos muito talento no time para conseguir o resultado”.

O Corinthians estreia no Mundial no dia 12 de dezembro, contra o vencedor do confronto entre Al Ahly e Sanfrecce Hiroshima, que jogam no domingo.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo