EuropaInglaterraPremier League

Swansea vai subsidiar ingressos de visitante para seus torcedores na Premier League

Com o novo acordo de direitos de televisão, a expectativa dos torcedores ingleses era de que os clubes aproveitassem o dinheiro extra entrando nos cofres para oferecer melhores condições para aqueles que tornam sua atividade possível: a torcida. Para a próxima temporada, uma das primeiras equipes a comunicar alguma medida de benefício a seus fãs foi o Swansea, que anunciou que irá cobrar um preço fixo de 22 libras pelos ingressos de visitantes que seus torcedores adquirirem, subsidiando o restante, na Premier League 2015/16.

VEJA TAMBÉM: Por que cada gol da Alemanha é um desastre sentimental

A ação é uma extensão da campanha “True to 22” (“Fiel aos 22”, em tradução livre), em que o clube, em alguns jogos da temporada passada, também cobrou apenas 22 libras de seus torcedores pelo ingresso. Não é como se o Swansea estivesse oferecendo entradas de graça para a torcida, é verdade, mas considerando que os preços podem chegar a 50 libras em determinados estádios, a diferença é significativa, e o clube galês estipula que cada torcedor deverá economizar, ao fim da temporada, cerca de 300 libras.

Vice-presidente do Swansea, Leigh Dineen afirmou que, em 2014/15, não foi possível fechar acordos com todos os clubes para poder oferecer ingressos mais baratos para seus torcedores que acompanhassem o time em outras cidades. Desta vez, o clube decidiu chamar para si a responsabilidade. “Introduzimos outros benefícios para os torcedores visitantes, sentimos que seria mais benéfico para meus torcedores se tomássemos a dianteira e garantíssemos a eles ingressos mais baratos para todos os nossos jogos fora de caso, havendo ou não um acordo recíproco com os clubes”, explicou o dirigente, em declaração publicada pelo jornal Guardian.

O valor oferecido pelo Swansea para seus torcedores mais fieis, que acompanham o time em outros estádios, é bastante próximo das 20 libras que o Football Supporters’ Federation, grupo que representa as torcidas no Reino Unido, pedia em seus protestos, após o acerto dos novos direitos de televisão da Premier League. Que um time dentro da liga (e não dos mais abastados) dê um passo e apresente tal programa é uma prova forte de que é possível, sim, oferecer um espetáculo mais acessível aos fãs e devolver, pouco a pouco, o futebol àqueles que o popularizaram décadas atrás.

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo