InglaterraPremier League

Van Quem? Everton domina United na estreia de Van Persie

Robin van Persie terá poucas lembranças positivas de sua estreia no Manchester United. Na noite do debute do artilheiro, o protagonismo ficou com a força coletiva do Everton. Empurrados pela torcida no Goodison Park, os Toffees se impuseram para alcançar vitória contundente por 1 a 0, que fechou a primeira rodada da Premier League 2012/13.

Apesar da ausência de gols, não faltaram emoções durante o primeiro tempo da partida. O confronto começou bastante aberto, com boas chances dos dois lados do campo. A superioridade foi do Everton, se destacando pelas boas sequências de passes. Além disso, os Toffees aproveitaram bastante o lado direito da defesa do United, onde Valencia atuava como lateral e Carrick aparecia improvisado na zaga.

Não por menos, Pienaar e Baines tiveram papel crucial para o sucesso do Everton. A dupla criou oportunidades claras para a equipe, que só não foram anotadas por conta da noite inspirada de David De Gea. O goleiro fez ao menos três defesas importantes nos 45 minutos iniciais, enquanto a trave barrou chute de Fellaini. Do outro lado, as melhores chances vieram com Rooney, parado duas vezes por Tim Howard.

Durante o segundo tempo, o Manchester United voltou atento no ataque, especialmente pela movimentação de Rooney e Welbeck. Entretanto, o Everton permanecia mais contundente nos arremates e, depois de carimbar o travessão novamente com Osman, finalmente marcou o gol da vitória com Fellaini.

Aos 22 minutos, van Persie ganhou sua primeira chance com Alex Ferguson, substituindo Welbeck. Entretanto, o holandês pouco ajudou, pegando na bola apenas 13 vezes e sequer conseguindo finalizar. Os visitantes até pressionaram, sem conseguir passar pela forte marcação do Everton.

Destaque do jogo

O entrosamento do Everton. Depois de terminar a Premier League 2011/12 em ascensão, os Toffees confirmaram que a boa fase foi mantida. David Moyes escalou a equipe em um funcional 4-4-1-1, com qualidade nas investidas pelas laterais e muita movimentação. Fellaini se destacou na aproximação com o ataque. Além disso, a coesão das duas linhas também fizeram a diferença na proteção defensiva.

Momento-chave

A bola salva por Phil Jagielka, aos 22 do segundo tempo. No lance anterior à entrada de Van Persie, o Manchester United poderia ter empatado. Kagawa dominou na frente de Howard e passou para Cleverley. Apesar de não contar com o goleiro pela frente, o volante viu seu chute bloqueado em cima da linha por Jagielka, que já tinha realizado dois desarmes essenciais em lances anteriores.

O gol

12’/2T – GOL DO EVERTON! Cobrança de escanteio precisa de Darron Gibson. Marouane Fellaini saiu da marcação de Michael Carrick e cabeceou longe do alcance de David De Gea.

Ficha técnica

Everton 1×0 Manchester United

Local: Goodison Park, em Liverpool (ING)
Data: 20/ago, segunda-feira
Árbitro: Andre Marriner (ING)
Gol: Marouane Fellaini, aos 12’/2T
Cartões amarelos: Paul Scholes e Nani (Manchester United)

Everton
Tim Howard, Tony Hibbert, Phil Jagielka, Sylvain Distin e Leighton Baines; Leon Osman (Seamus Coleman, aos 35’/2T), Phil Neville, Darron Gibson e Steven Pienaar; Marouane Fellaini (John Heitinga, aos 47’/2T) e Nikica Jelavic (Steve Naismith, aos 44’/2T). Técnico: David Moyes.

Manchester United
David De Gea, Antonio Valencia, Michael Carrick, Nemanja Vidic e Patrice Evra; Paul Scholes, Tom Cleverley (Anderson, aos 40’/2T), Nani (Ashley Young, aos 33’/2T) e Shinji Kagawa; Wayne Rooney e Danny Welbeck (Robin van Persie, aos 22’/2T). Técnico: Alex Ferguson.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo