Premier League

West Ham aceita prejuízo e vende Sébastien Haller ao Ajax

Sébastien Haller chegou ao West Ham em 2019 cercado de expectativas, mas, menos de dois anos depois, já deixa o clube londrino. A venda do atacante francês ao Ajax foi confirmada nesta sexta-feira (8). Mesmo se tornando a contratação mais cara da história da Eredivisie, o centroavante acabou representando um grande prejuízo aos Hammers.

Haller foi contratado pelo West Ham por £ 45 milhões em 2019, tornando-se a contratação recorde do clube e chegando como a solução para o ataque. Apesar das expectativas, nunca correspondeu como esperado. Em 53 jogos com a camisa dos Hammers, marcou apenas 14 gols, um retorno baixíssimo para alguém de sua função e em quem se havia investido tanto. Na atual temporada da Premier League, os números eram ainda piores: três gols em 16 jogos.

Com contrato até 2024, o West Ham preferiu cortar as perdas agora. A venda ao Ajax por £ 20 milhões representa um prejuízo de £ 25 milhões, mas é o melhor que os Hammers poderiam ter feito para tirar alguma compensação de seu desprestigiado atacante.

O clube neerlandês espera que a miséria do West Ham seja a sua alegria. Haller retorna à Eredivisie após três anos e meio, tendo defendido o Utrecht entre 2015 e 2017. No clube neerlandês, teve uma passagem de sucesso, com 41 gols e 14 assistências em 82 jogos na liga. É este histórico que motiva o Ajax a pagar pelo jogador uma cifra recorde para o futebol local.

Haller defendia o Eintracht Frankfurt e formou ao lado de Luka Jovic e Ante Rebic um ataque que marcou uma pequena época na Bundesliga. Todos acabaram negociados, com Jovic indo ao Real Madrid e Rebic se juntando ao Milan. Dos três, só o último acabou tendo sucesso em seu clube seguinte.

Ainda que tenha fracassado na Inglaterra, Haller, aos 26 anos, tem capacidade de reerguer sua carreira e ser importante a um grande clube, ainda que em uma liga menor, mas com provável aparição constante também na Champions League.

Quanto ao West Ham, a solução para a lacuna deixada no elenco talvez seja preenchida com um interesse antigo. O jornal Guardian noticia que o clube segue interessado em Joshua King, do Bournemouth, nome que tentou recrutar na janela passada após o rebaixamento dos Cherries para a Championship, mas sem sucesso.

À época, os Hammers tiveram uma proposta de £ 13 milhões rejeitadas. No entanto, seu poder de barganha agora é maior, com o norueguês tendo contrato apenas até o fim desta temporada, já podendo firmar um pré-contrato com outro clube e deixando o Bournemouth de graça.

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo