Premier League

Villa estraga penúltima dança de Klopp no Liverpool e coloca Tottenham contra parede

Aston Villa salva ponto importante em casa e fica a um tropeço do Tottenham de jogar a Champions League 2024/25

No penúltimo jogo de Jürgen Klopp, o Liverpool decepcionou seu torcedor. Os Reds venciam o Aston Villa por 3 a 1 até os 40 minutos do 2º tempo, mas cederam o empate. O jovem e talentoso Jhon Durán marcou duas vezes, comandou a reação no Villa Park e salvou ponto importante para o clube de Birmingham na Premier League.

O empate por 3 a 3, apesar de amargo, não significou muita coisa para o Liverpool em termos de tabela de classificação. Os Reds foram a 79 pontos e se mantiveram na terceira colocação da Premier League. No lado do Aston Villa, entretanto, o ponto conquistado teve efeitos significativos. A equipe de Birmingham segue em quarto lugar, agora com 68, e depende de um tropeço do Tottenham para confirmar classificação à Champions League.

Os Spurs, que vem logo atrás com 63, ainda tem possibilidades matemáticas de ultrapassarem o time de Unai Emery. Para isso, a equipe londrina terá de vencer Manchester City e Newcastle e torcer por uma derrota do Villa contra o Crystal Palace na última rodada.

Falha clamorosa de Dibu Martínez e alta intensidade marcam 1º tempo

Garantido na próxima edição da Champions League, o Liverpool já não briga mais por nada na Premier League. Porém, ainda assim, tomou a iniciativa no Villa Park e pressionou os donos da casa. Afinal, Klopp quer uma despedida digna no clube que ele ama, e os jogadores compraram essa ideia. Dito isso, com um minuto de jogo, logo na primeira descida, os Reds abriram o placar. Elliott foi acionado no corredor direito, cruzou para área e contou com falha clamorosa de Dibu Martínez. O goleiro argentino não conseguiu encaixar a bola e protagonizou um dos maiores frangos da temporada. Apesar do erro crasso, o camisa 1 recebeu apoio imediato das arquibancadas.

Nas cordas e precisando correr atrás do prejuízo, o Aston Villa não tinha outra alternativa a não ser aumentar o volume ofensivo e partir para cima do Liverpool. E foi isso que a equipe de Birmingham fez. Em bonita jogada individual pelo lado esquerdo, Watkins invadiu a área e cruzou na direção de Tielemans. Livre de marcação, o camisa 8 emendou petardo de primeira e deixou tudo igual. A partida era frenética e não dava para piscar. Os Reds controlavam a posse de bola e tentavam ditar o ritmo de jogo, enquanto o Villa acelerava na transição e pegava o adversário desprevenido por meio de contragolpes rápidos.

O gol de empate fez bem ao Villa, mas não abateu o Liverpool. Pelo contrário. Os Reds absorveram a pressão dos mandantes, colocaram a bola no chão e rapidamente tomaram a dianteira no placar. Aos 23 minutos, Luis Díaz foi lançado por Salah, enxergou bem a ultrapassagem de Joe Gomez no lado esquerdo da área e o acionou. O inglês levantou a cabeça, cruzou rasteiro e encontrou Cody Gakpo, que só teve o trabalho de empurrar para as redes. E assim terminou o 1º  tempo. A equipe de Unai Emery ensaiou uma nova reação, mas pecou nas definições e foi para o intervalo em desvantagem. Diego Carlos e Diaby perderam oportunidades claras de empatar o duelo.

Durán comanda reação e resgata ponto importante para o Villa

Assim como no 1º tempo, o Liverpool não demorou muito para iniciar os trabalhos na etapa complementar. Logo aos três minutos, Elliott cobrou falta com precisão na área do Aston Villa e achou Quansah, que subiu mais alto que os defensores, testou consciente e ampliou. Na área técnica, Unai Emery acusou o golpe. A cara de preocupação do treinador espanhol entregava o sentimento do torcedor do Villa. Após uma dolorosa eliminação na semifinal da Conference League, o time de Birmingham via a oportunidade de classificação antecipada à Champions escapar.

Confortável em campo, o Liverpool se aproveitava de um Villa afobado e descompactado. Vigor físico e vontade de mudar o cenário adverso não faltaram para os donos da casa, mas a desorganização — sobretudo na defesa — falou mais alto. Todavia, quando tudo caminhava para uma vitória tranquila dos Reds, Mac Allister falhou na saída de bola e recolocou os mandantes no jogo. Jhon Durán acertou belo arremate no canto de Alisson e diminuiu. A partir daí, o Villa Park pegou fogo e colocou os comandados de Klopp contra a parede.

Aos 44′, Diaby puxou contra-ataque, deixou marcadores para trás e tentou acionar Durán. A bola resvalou no atacante colombiano, matou Alisson e caprichosamente entrou. Um 3 a 3 insano e digno de Premier League.

Estatísticas de Aston Villa 3 x 3 Liverpool — Premier League 2023/24

  • Posse de bola: 41% x 59%
  • Faltas: 11 x 15
  • Finalizações: 19 x 14
  • Finalizações no gol: 5 x 7

Liverpool x Wolverhampton: ultima rodada e último jogo de Klopp

Campeão de tudo como técnico do Liverpool, Jürgen Klopp está de saída do clube que ele aprendeu a amar incondicionalmente ao longo dos últimos oito anos e meio. No próximo domingo (19), o técnico alemão se despede oficialmente dos Reds. A equipe enfrenta o Wolverhampton, a partir das 12h (horário de Brasília), em Anfield, pela 38ª rodada da Premier League.

A última temporada de Klopp no Liverpool começou promissora, mas terminará com aquele gostinho de ‘quero mais’. Os Reds conquistaram o título da Copa da Liga Inglesa, mas ficaram devendo nas outras competições. Terceiro colocado da Premier League, o time acabou eliminado nas quartas de final da Copa da Inglaterra (Manchester United) e da Liga Europa (Atalanta).

Foto de Guilherme Calvano

Guilherme Calvano

Apaixonado por futebol, uniu o amor pelo esporte mais popular do mundo ao jornalismo. Carioca da gema e grande entusiasta da Premier League, cobriu o Flamengo no Coluna do Fla e o Chelsea no Blues of Stamford. Na música, vai de Post Malone a Armandinho. Eclético assim como na área técnica. Afinal, Guardiola e Mourinho são suas referências.
Botão Voltar ao topo