Premier League

Tottenham volta ao topo, mas empate com Chelsea ficou abaixo do esperado

O milésimo jogo de Roman Abramovich como dono do Chelsea não teve qualquer comemoração dos Blues. No jogo mais interessante no domingo de Premier League, Chelsea e Tottenham ficaram em um 0 a 0 em Stamford Bridge, o que garantiu os Spurs como primeiros colocados ao final da rodada. José Mourinho, o técnico do time, certamente foi quem ficou mais feliz com o resultado, com uma atuação defensiva consistente.

LEIA TAMBÉM: Cavani foi o protagonista de um épico do United, com uma virada espetacular

Os visitantes saíram mais felizes também porque foi o Chelsea que mais atacou, desde o começo. Chegou a ter um gol anulado, corretamente, pela arbitragem, por impedimento de Timo Werner, antes da sua finalização precisa no gol. Sim, o time comandado por Frank Lampard foi mais ofensivo, atacou mais, mas não quer dizer que tenha pressionado ou criado múltiplas chances.

O retrospecto de Mourinho em Stamford Bridge como visitante não é dos melhores. Na sua primeira visita depois de deixar o Chelsea, em 2010, pela Champions League, venceu por 1 a 0. Depois disso, foram quatro derrotas e um empate nas cinco visitas que fez ao estádio antes do empate deste domingo. Não parece incomodar o português. O seu plano de jogo parecia moldado a isso: ser defensivamente muito seguro e agredir no contra-ataque.

Tunguy Ndombele foi titular e o destaque do Tottenham. Fazia tudo no meio-campo, especialmente pela forma como controlava o jogo com a bola, quando o Tottenham a tinha nos pés. O Chelsea tinha a bola, terminou com 60% de posse de bola, mas não conseguia entrar na área dos Spurs. Foram 13 chutes a gol e só três deles foram no alvo. O Tottenham fez ainda menos, com cinco chutes e um deles no alvo.

No segundo tempo, o Chelsea tentou usar mais os cruzamentos, especialmente com Reece James, que foi bem. O centroavante, Tammy Abahram, não conseguiu finalizar para levar perigo. Werner caía pelo lado esquerdo, buscando jogo. Mason Mount e Hakim Ziyech tentaram bastante, buscaram o jogo e até chutaram de fora da área, sem sucesso.

Lampard tentou com um trio de ataque com Kai Havertz, Christian Pulisic e Olivier Giroud no final do jogo. O francês foi quem teve a chance, nos acréscimos, mas desperdiçou. O Tottenham de Mourinho, por sua vez, manteve Bale no banco os 90 minutos. Lucas Moura entrou nos minutos finais, mas pouco conseguiu fazer em tão pouco tempo.

No fim, o Tottenham consegue manter a liderança, com 21 pontos, mesma pontuação do Liverpool, mas com saldo de gols melhor. Além de impedir que o Chelsea suba ao primeiro lugar. Os Blues têm 19 pontos, em terceiro, atrás do Liverpool.

Os dois clubes têm compromissos europeus no meio da semana. O Chelsea vai até a Espanha enfrentar o Sevilla, enquanto o Tottenham vai até a Áustria enfrentar o LASK Linz. No próximo fim de semana, o Chelsea enfrenta o Leeds, no mesmo Stamford Bridge, no sábado, 5/12, e o Tottenham faz o dérbi do norte de Londres contra o Arsenal, no domingo, 6/12.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo