Premier League

Um 2º tempo perfeito e goleada: Tottenham de Postecoglou só depende dele para ir à Champions

Após etapa inicial equilibrada e sem grandes emoções, Tottenham volta com tudo do intervalo e destrói Villa no segundo tempo

Aston Villa x Tottenham era um dos jogos mais aguardados desta 28ª rodada da Premier League. Afinal, o duelo colocou frente a frente o quarto contra o quinto colocado do certame. E quando a bola rolou no Villa Park, neste domingo (10), ficou fácil de entender porque a partida prometia tanto. As duas equipes se doaram por completo e protagonizaram embate para lá de disputado — só no 1º tempo mesmo…

Após uma etapa inicial brigada, equilibrada e sem grandes chances claras, os Spurs fizeram 2º tempo de almanaque, venceram por 4 a 0 e conquistaram três pontos cruciais na corrida pelo G4. Maddison, Brennan Johnson, Heung-min Son e Timo Werner marcaram os gols da goleada e recital londrino.

Mesmo com a vitória, o Tottenham não ultrapassou o Aston Villa, mas deu um enorme passo para buscar o quarto lugar da Premier League. Os Spurs foram a 53 pontos, se mantiveram na quinta colocação e reduziram a diferença para apenas dois em relação ao time de Birmingham. Vale destacar que a equipe londrina tem um jogo a menos e, caso vença o Chelsea neste duelo adiado, ultrapassará os comandados de Unai Emery na tabela.

O Villa agora vira a chave e foca as atenções na Conference League. Nesta quinta-feira (14), a partir das 17h (horário de Brasília), a equipe de Birmingham enfrenta o Ajax, no Villa Park, em jogo válido pela volta das oitavas de final do torneio continental. Na partida de ida, disputada na Holanda, os times empataram sem gols. Desse modo, quem vencer na Inglaterra avança de fase. O Tottenham, por sua vez, só tem compromissos pela Premier League até o final da temporada. E o próximo está marcado para às 14h30 (horário de Brasília) de sábado (16), quando visita o Fulham, no Craven Cottage.

Defesas sólidas, disputas intensas e inoperância ofensiva: Villa e Tottenham fizeram 1º tempo altamente competitivo

Com duas propostas ofensivas, o jogo começou como todos esperavam. O equilíbrio prevaleceu nos primeiros minutos, embora o Tottenham tenha controlado a posse de bola. Agressivo na marcação, o Aston Villa impedia as chegadas dos Spurs e buscava atacar os espaços, na tentativa de surpreender o adversário londrino através dos contra-ataques. Esta foi a configuração de boa parte da etapa inicial.

Pode-se dizer que nenhuma estratégia se sobressaiu no 1º tempo. Apesar da alta intensidade de ambos os times no meio-campo e ataque, as defesas se mostraram sólidas e bloquearam as principais investidas durante os 45′ iniciais. O jogo físico e as chamadas faltas táticas (e duras) incrementaram ainda mais o truncado embate em Birmingham.

Foi um jogo tenso e nervoso. Tanto Villa quanto Tottenham pareciam receosos em errar e, por isso, o 1º tempo não registrou nenhuma grande oportunidade clara. Pelo contrário. Mal tivemos finalização. Dibu Martínez e Vicario praticamente não trabalharam, exceto em interceptações aéreas ou reposições de bola.

Tottenham volta muito melhor do intervalo, castiga Villa e vence com autoridade em Birmingham

Veio a etapa complementar e, logo no início, o Tottenham sofreu baixa importante. Van de Ven se lesionou e precisou ser substituído. O jovem zagueiro holandês, que havia sido um dos principais destaques do primeiro tempo, deu lugar a Radu Drăgușin. Mas engano de quem achou que a contusão do defensor abalaria a equipe de Ange Postecoglou. Definitivamente não abalou. E tudo que o time londrino não fez durante os 45′ iniciais, conseguiu realizar em poucos minutos do 2º tempo.

Com 5′ no relógio, Kulusevski acionou Pape Sarr no lado direito e desmontou a linha alta de marcação do Aston Villa. O volante senegalês levantou a cabeça e cruzou na medida para Maddison que, entre os dois zagueiros adversários, completou de primeira.

O Villa sentiu o gol e os Spurs não perdoaram a postura atordoada dos donos da casa. Três minutos depois, castigou o time de Unai Emery e aumentou a vantagem. Konsa saiu jogando errado e Kulusevski, esperto, roubou a bola. O sueco avançou pelo campo de ataque e entregou para Son, que foi solidário e serviu Brennan Johnson na área. Cara a cara com Dibu Martínez, o camisa 22 não perdoou. Encheu o pé, tirou do raio de alcance do arqueiro argentino e correu para o abraço.

Expulsão de McGinn abre a porteira do Tottenham e Heung-min Son alcança marca histórica

Se o Villa acusou o golpe após o primeiro gol de Maddison, ao levar o segundo tento a equipe da casa perdeu a cabeça de vez. Prova disso foi a entrada criminosa de McGinn em Udogie. O volante escocês recebeu cartão vermelho direto e deixou os Leões com um homem a menos. A partir daí, só deu Tottenham. Se aproveitando da vantagem numérica em campo, os londrinos ampliaram com Son. Kulusevski cruzou rasteiro e, da marca do pênalti, o sul-coreano enviou um míssil no ângulo, sem chances para Dibu Martínez.

Gol histórico do camisa 7 do Tottenham. Heung-min Son chegou a marca de 159 tentos pelos Spurs e entrou na lista dos cinco maiores artilheiros da história do clube.

A dominância era tanta, que deu tempo do Tottenham fazer mais um. Também nos acréscimos, Son cruzou e encontrou Timo Werner, que havia acabado de entrar. O atacante alemão arrematou de primeira e fechou a goleada.

Próximos jogos do Aston Villa

  • Ajax x Aston Villa – Conference League – 14/03
  • West Ham x Aston Villa – Premier League – 17/03
  • Aston Villa x Wolverhampton – Premier League – 30/03

Próximos jogos do Tottenham

  • Fulham x Tottenham – Premier League – 16/03
  • Tottenham x Luton Town – Premier League – 30/03
  • West Ham x Tottenham – Premier League – 02/04
Foto de Guilherme Calvano

Guilherme Calvano

Apaixonado por futebol, uniu o amor pelo esporte mais popular do mundo ao jornalismo. Carioca da gema e grande entusiasta da Premier League, cobriu o Flamengo no Coluna do Fla e o Chelsea no Blues of Stamford. Na música, vai de Post Malone a Armandinho. Eclético assim como na área técnica. Afinal, Guardiola e Mourinho são suas referências.
Botão Voltar ao topo