Premier League
Tendência

Todd Boehly sobre a crise no Chelsea: “Acreditamos muito que vamos resolver isso”

Dono do Chelsea, Todd Boehly diz que o comprometimento é a longo prazo e que acredita que tem tudo para fazer dar certo, mesmo em uma crise técnica horrível

A situação do Chelsea é muito ruim, mas o principal nome do consórcio que é dono do clube, Todd Boehly, está confiante que eles têm todos os elementos para reverter essa crise. Atualmente, o time está em 12º lugar na tabela e muito provavelmente não terá nenhuma competição internacional para disputar na próxima temporada. Além disso, já demitiu dois técnicos nesta temporada – e ainda teve dois interinos. O dirigente falou em uma conferência no Milken Institute e defendeu a sua gestão – que assumiu o comando do Chelsea oficialmente no dia 30 de maio, no final da temporada passada, 2021/22.

“Nossa visão, porém, era que este é um projeto de longo prazo e estamos comprometidos com o longo prazo”, afirmou. “Acreditamos muito que vamos resolver isso. Estamos na melhor liga do mundo, temos o que acho que é a melhor cidade do mundo e temos uma localidade inacreditável na melhor cidade do mundo”.

“Há um mercado para os melhores jogadores em cada país do mundo e cada um dos mercados é diferente. Você tem o mercado português, o francês, o inglês, você tem a habilidade para chegar a esses mercados, então é claro que você tem que construir um time, seu técnico é o condutor do time”, continuou Boehly.

Desde que assumiu o Chelsea, o consórcio de Boehly gastou mais de £ 500 milhões em contratações de jogadores, mas a maioria dessas não conseguiram se justificar em campo. Até por isso, é esperado que o clube faça muitos negócios e reduza significativamente o seu elenco para a próxima temporada, com muitos desses jogadores que chegaram já deixando a equipe, até para atender ao Fair Play Financeiro.

“Há muito que aprendemos de diferentes mercados, o aspecto global disso. Os torcedores são exigentes. Eles querem fazer e entendemos isso, queremos vencer”, afirmou Boehly. A situação, porém, é terrível. O clube não perdia seis jogos consecutivos desde 1993 e deve terminar na sua pior posição na história da Premier League, que começou em 1992.

Foram quatro técnicos diferentes dirigindo o time na temporada. Começou com Thomas Tuchel, passou para Graham Potter, ficou com Bruno Saltor, interino, e agora estabeleceu Frank Lampard como interino até o fim da temporada, antes que o clube escolha o rumo que irá tomar. O grande favorito para assumir o comando do clube é Mauricio Pochettino.

O Chelsea volta a campo contra o Bournemouth, fora de casa, no Vitality Stadium, neste sábado, dia 6, às 11h (horário de Brasília). O jogo terá transmissão na ESPN 4 e no Star+.

Foto de Felipe Lobo

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!). Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009, onde ficou até 2023.
Botão Voltar ao topo