Premier League

Scholes: “Não acho que o United vá perder alguma coisa se Pogba não jogar mais pelo clube”

Comentarista na TV inglesa, Scholes perdeu a paciência com Pogba por conta de sua atitude contra o Liverpool

A derrota do Manchester United para o Liverpool neste domingo, por 5 a 0, teve dois personagens mais criticados em Old Trafford. Ole Gunnar Solskjaer é tratado como o principal responsável pelo baixo rendimento dos Red Devils, mas Paul Pogba também se torna um alvo constante de questionamentos por sua postura dentro de campo. Após começar no banco, o francês entrou no segundo tempo e simbolizou a atuação desastrosa de sua equipe, com uma bola perdida que permitiu o quinto gol e ainda uma expulsão destemperada. Atualmente comentarista na TV britânica, Paul Scholes perdeu a paciência com Pogba e disse até mesmo que o astro não faria falta se deixasse o time.

“Pogba veio para o campo após o intervalo para tentar ajudar a equipe e, talvez, ganhar um pouco de respeito. Ele tenta se impor sobre a bola, tenta mostrar o quão forte ele é no meio-campo… E dá o quinto gol de presente. Então, mais tarde, é expulso com um carrinho ridículo. Agora você está perdendo por 5 a 0, com dez homens. Você poderia pensar: se Ole continuar como técnico, nós veremos Pogba de novo com a camisa do United?”, indagou Scholes.

“Veja, ele provavelmente vai jogar de novo, não é? Mas não acho que o time vai perder alguma coisa se ele não jogar mais. Pogba teve inúmeras chances, vive dizendo que falta consistência, mas isso é apenas falta de disciplina e, o que ele fez nesse jogo, é desrespeitoso com seu treinador e com seus companheiros”, salientou o antigo ídolo do Manchester United.

Scholes também olhou em perspectiva, pegando o histórico negativo de Pogba e a maneira como o meio-campista conduz sua renegociação contratual: “Ele causou muita confusão durante os últimos anos. Todo mundo sabe quão talentoso ele é, todo mundo confia nele, todos os técnicos confiam nele, todos tentaram deixá-lo ser o jogador que é. Mas há toda a comoção ao não assinar seu contrato e então agora ele faz uma coisa assim. Isso não é culpa de Ole, mas a atitude de Pogba quase resumiu a atuação do United”.

Scholes também criticou a maneira como o Manchester United foi escalado para o duelo contra o Liverpool. No meio de semana, o veterano já tinha manifestado sua preocupação com o primeiro tempo feito pelos Red Devils contra a Atalanta na Champions League, independentemente da virada arrancada na segunda etapa. O ex-jogador pedia uma mudança de postura, algo que não se viu diante dos Reds, com uma derrota que até pareceu profética diante de seus comentários prévios.

“Dizer que foi um dia decepcionante seria um completo eufemismo. Todos nós percebemos que tem sido difícil, só acho que o treinador se deixou levar pela emoção da virada contra a Atalanta. Continuamos voltando àquele jogo, mas você nunca faria aquilo contra o Liverpool, eles têm muita qualidade. Não acho que foi falta de esforço, acho que taticamente a equipe foi montada pensando de uma maneira e isso não aconteceu”, analisou o ex-volante.

Eliminado pelo West Ham na fase anterior da Copa da Liga Inglesa, o Manchester United não entra em campo neste meio de semana. A equipe só volta a jogar no sábado, quando visita o Tottenham em Londres pela Premier League. A sequência duríssima do clube até o início de dezembro ainda guarda os confrontos com: Atalanta, Manchester City, Watford, Villarreal, Chelsea e Arsenal.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo