Premier League

Rangnick após levar 4 a 0 do Brighton: “Foi um atuação terrível e uma derrota humilhante”

O Manchester United foi goleado pela quinta vez nesta Premier League no último sábado contra o Brighton no Amex Stadium

Terrível e humilhante foram as palavras que o técnico interino Ralf Rangnick usou para descrever o seu penúltimo jogo no comando do Manchester United antes de entregar as rédeas para Erik ten Hag, e como o resultado desse jogo foi 4 a 0 para o Brighton, não dá para dizer que ele estava exagerando.

O Manchester United se tornou o primeiro time a levar quatro gols do Brighton nesta temporada da Premier League, um bom time, mas que não costuma colocar muitas bolas na rede, e sofreu a sua quinta goleada da temporada. E se é verdade que três delas foram contra Manchester City e Liverpool, o que eu não sei se é muito melhor também, a outra foi para o Watford.

“Foi uma atuação terrível. Do primeiro ao último minuto, não foi suficiente. Podemos apenas pedir desculpas pelo desempenho e pela derrota humilhante. Nunca estivemos em uma posição em que conseguiríamos impedir que eles jogassem entre as nossas linhas. Eu disse aos jogadores para ficarem o mais compacto que pudessem, mas não conseguimos impedir”, disse.

“Não acho que eles ignoraram o plano de jogo, mas não conseguimos pará-los. Demos muitos espaços e se você fizer isso contra um time tecnicamente bom como o Brighton, você será punido. Fomos piores em todas as áreas relevantes. Perder por 4 a 0 aos 15 minutos do segundo tempo foi um desastre para nós. Como time, não defendemos nada. O Brighton é bom com a bola nos pés e se tiver muito espaço e tempo, foi fácil para eles. Houve falta de energia e agressão”, afirmou.

“Nos primeiros três ou quatro meses, estávamos no caminho certo, mas as últimas quatro semanas têm sido realmente muito pobres”, completou Rangnick, que ganhou apenas duas das últimas oito rodadas da Premier League. A derrota garante que o Manchester United não disputará a próxima Champions League e até a vaga na Liga Europa fica em risco porque o West Ham pode empatar em pontos com os Red Devils se vencer os dois jogos que tem a menos.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo