Premier League

Pogba: “A diferença entre o Ole e o Mourinho é que o Ole não se colocaria contra seus próprios jogadores”

Em entrevista à Sky Sports, francês aborda gestão humana confusa do português: "Num dia você tem uma grande relação, no outro, não sabe o que aconteceu"

Durante a passagem de José Mourinho pelo Manchester United, o treinador viveu uma relação conturbada com Paul Pogba, então maior estrela do elenco dos Red Devils. Nos últimos dois anos, desde a saída do técnico, o francês evitou tocar no tema, mas o assunto se impôs após a vitória do United sobre o Tottenham, hoje treinado por Mourinho, na rodada passada. Questionado sobre a guerra de declarações entre seu atual treinador, Ole Gunnar Solskjaer, e o antigo comandante, e a gestão humana de cada um deles, Pogba não se segurou muito: “O Ole não se colocaria contra seus próprios jogadores”.

Em entrevista à Sky Sports que irá ao ar na íntegra apenas no domingo, Pogba foi perguntado sobre como ele, como jogador, havia visto a troca de declarações entre Solskjaer e Mourinho, com Mourinho afirmando que Son tinha sorte de seu pai ser uma melhor pessoa que o norueguês, que havia dito pouco antes que se seu filho ficasse no chão por tanto tempo quanto o sul-coreano após o toque que recebeu no rosto de McTominay, não lhe daria comida.

Pogba afirma não ter acompanhado as declarações, mas não se mostrou surpreso com a fala de Mourinho, apontando para a fama do português de tentar desviar o foco de suas derrotas para outros assuntos paralelos.

“Não sei o que aconteceu, mas tenho certeza de que o Mourinho disse algo para fazer as pessoas falarem, é o que ele faz. Conseguimos o resultado que queríamos, o Ole sabe disso, e nós curtimos o momento. Conhecemos o Mourinho e sabemos do que ele gosta. Não precisamos disso (dessa guerra de declarações), focamos apenas em nós mesmos. Vencemos o jogo, ele perdeu o jogo e não quer falar sobre o jogo, quer falar sobre o pai de alguém. Isso é o que ele faz. Todos o conhecem, isso é muito Mourinho”, afirmou Pogba, em tom leve.

Na sequência, questionado sobre as diferenças entre o estilo de comandar de Solskjaer e Mourinho, Pogba deu talvez a declaração mais apimentada e digna de manchetes que poderia dar ser entrar em muitos detalhes.

“O que eu tenho agora com o Ole é diferente, ele não se colocaria contra seus próprios jogadores. Ele pode não escalar você, mas ele não te coloca de lado, como se você não existisse. Essa é a diferença entre Mourinho e Ole”, afirmou.

“Em um momento, eu tive um grande relacionamento com o Mourinho, todos viam isso, e no dia seguinte você não sabe o que aconteceu. Essa é a coisa estranha que tive com o Mourinho e não posso te explicar porque mesmo eu não sei (o que aconteceu)”, completou.

Outro jogador a ter vivido um período difícil foi Luke Shaw, que recentemente admitiu isso. O lateral esquerdo, que com o português não conseguiu cumprir seu potencial, reencontrou sua melhor forma sob Solskjaer, sendo considerado por muitos o melhor de sua posição na Premier League na atual temporada e agradecendo ao norueguês pela confiança depositada em seu futebol.

Com Mourinho, no entanto, a história foi completamente diferente, com um episódio em especial marcando a relação. Em 2017, após um empate contra o Everton, o português foi duro na crítica pública após o que percebeu como uma boa atuação do lateral: “O Shaw teve uma boa atuação, mas foi o corpo dele com o meu cérebro. Foi boa porque ele estava na minha frente, e eu estava pensando por ele, tomando cada decisão por ele. Ele não pode jogar com o meu entendimento do futebol. Ele precisa pensar e acelerar o processo. Ele é velho o bastante para ter uma compreensão melhor do jogo”.

Para Pogba, o segredo por trás da reviravolta de Shaw sob o comando de Solskjaer estaria no fato de que o norueguês é “mais próximo das pessoas”.

“Cada treinador tem sua própria maneira de treinar e lidar com os jogadores, e, como jogador, você precisa se adaptar. Às vezes, combina com você, às vezes, não. O Ole ajudou muito o Luke (Shaw), foi uma temporada difícil para ele com o Mourinho, e ele provou que tem a qualidade que sempre teve e a confiança do técnico”, avaliou o francês.

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo