Premier League

O Leicester faz história de novo, elimina o Southampton e volta à final da FA Cup depois de 52 anos

Leicester enfrentará o Chelsea na decisão em 15 de maio, buscando um título inédito

Cinco anos depois de causar um terremoto na Premier League, o Leicester vislumbra mais uma taça histórica. As Raposas se garantiram na decisão da Copa da Inglaterra, na qual desafiarão o Chelsea em Wembley. Para tanto, o time de Brendan Rodgers ratificou seu excelente trabalho e selou a classificação contra o Southampton na semifinal. Melhor ao longo dos 90 minutos, o Leicester venceu por 1 a 0, contando com as arrancadas de Vardy e o momento iluminado de Iheanacho. Será a quinta final do clube na FA Cup, a primeira desde 1969, mas ainda perseguindo um troféu inédito à sua galeria.

O primeiro tempo começaria morno em Wembley. O Southampton mantinha a bola por mais tempo nos pés, enquanto o Leicester aguardava para explorar a velocidade de seu ataque. As Raposas conseguiram gerar mais perigo e tiveram alguns bons momentos, especialmente com Ayoze Pérez e Jamie Vardy. O time de Brendan Rodgers teria uma série de ataques a partir dos 20 minutos, mas sem concluir com precisão. Vardy foi crescendo na partida, mas parecia um pouco desafinado na hora de definir. Enquanto isso, os Saints não conseguiam passar pela marcação adversária e sequer finalizaram nos 45 minutos iniciais.

O Leicester fazia por merecer o resultado, mas o Southampton acordou na volta do intervalo. Os Saints finalmente se tornavam mais agressivos e tentavam acionar Danny Ings. Entretanto, o gol saiu mesmo do outro lado, graças à aceleração das Raposas. Vardy fez uma jogada de ponta esquerda, ao arrancar em velocidade máxima e chegar à linha de fundo. O artilheiro cruzou e Kelechi Iheanacho tentou duas vezes, até conseguir mandar a bola para as redes. O nigeriano sublinhava seu poder de decisão nessa FA Cup.

O Southampton tentou intensificar ainda mais seus ataques e passou a arriscar as finalizações. Ibrahima Diallo se apresentava e tirou tinta da trave aos 19, num lindo chute da entrada da área. Todavia, a iniciativa dos Saints arrefeceu aos poucos e o Leicester voltou a ser mais objetivo na reta final, ajudado pelas substituições. James Maddison saiu bem do banco e criou boas ocasiões, enquanto Iheanacho ainda incomodou pelo segundo. No fim, o placar magro se tornou suficiente para a classificação.

A vaga na final resgata um elo histórico ao Leicester. O clube chegou a ter desempenhos expressivos na Copa da Inglaterra depois da Segunda Guerra Mundial e alcançou a decisão em quatro oportunidades num período de 20 anos. Todavia, acabou sempre derrotado em Wembley – em 1949, 1961, 1963 e 1969. Na época, as Raposas levaram apenas a Copa da Liga de 1964, um feito que repetiriam também em 1997 e 2000. Desta vez, a FA Cup demarca um crescimento sustentável no Estádio King Power e pode reforçar como a Premier League de 2015/16, embora surpreendente, não é exatamente uma exceção no projeto tailandês. Basta superar o Chelsea no próximo 15 de maio e aquele troféu ganhará uma companhia de peso.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo