Premier League

O caótico Chelsea de Pochettino conseguiu mais uma proeza ridícula

Nos acréscimos, Chelsea cede empate para o Sheffield United e deixa o Bramall Lane com gosto amargo

Após forjar uma virada épica nos acréscimos contra o Manchester United, o Chelsea tinha motivos de sobra para somar mais três pontos na Premier League neste domingo (7). Além do ânimo renovado em virtude do triunfo heroico sobre os Red Devils, os Blues enfrentariam o lanterninha Sheffield United, cuja campanha é uma das piores da história da competição. Entretanto, não foi o que aconteceu. A equipe londrina voltou a apresentar sérios problemas defensivos, cedeu empate nos acréscimos (2 a 2) e deixou o Bramall Lane com um gosto amargo.

Com o empate, o Chelsea foi a 44 pontos e se manteve na nona colocação da Premier League. Apesar do trágico empate, os Blues vinham em ascensão na competição. O objetivo é alcançar vaga em alguma competição europeia. Champions League é praticamente impossível, porém Liga Europa ou Conference League são objetivos palpáveis. Em contrapartida, o Sheffield United segue afundado em último lugar, com míseros 15 pontos.

Chelsea abre o placar com Thiago Silva, mas (para variar) peca defensivamente e cede o empate

Passes curtos, ligações diretas e muita disputa no meio-campo. O início de Sheffield United x Chelsea foi marcado pelo equilíbrio. Superior tecnicamente, os Blues não demoraram a ditar o ritmo da partida. Com mais posse de bola, a equipe de Pochettino atuou majoritariamente no campo de ataque, enquanto o time da casa se resguardou na defesa. Ciente do rebaixamento iminente, os Blades tem apenas um objetivo nesta reta final de Premier League: parar de ser saco de pancadas e, principalmente, reduzir o número absurdo de gols sofrido por jogo. Thiago Silva, que não tem nada a ver com isso, iniciou os trabalhos no Bramall Lane e castigou o lanterninha.

Com 10′ no relógio, Gallagher cobrou escanteio preciso para o zagueiro brasileiro que, da marca do pênalti, desviou de primeira (com o pé bom) e acertou o cantinho de Ivo Grbić. Foi o 81º gol sofrido pelo Sheffield na competição. Número assustador, de um time que caminha a passos largos para ter a defesa mais vazada da história da Premier League — recorde é 89. Falando em gol, não é que os Blades conseguiram empatar o jogo contra o Chelsea? Gustavo Hamer quebrou o sistema de marcação dos Blues ao acionar Jayden Bogle na área. O camisa 20 preferiu o arremate ao invés do cruzamento e foi feliz graças a uma ajudinha do goleiro Petrović.

E assim terminou o 1º tempo. Ao Chelsea, faltou objetividade. A equipe londrina abusou do preciosismo no terço final de campo e acabou castigado por isso. O Sheffield, por sua vez, se animou depois do gol de empate e terminou a etapa inicial jogando melhor que os Blues. 1 a 1 justo.

Sheffield arranca empate nos acréscimos e castiga Chelsea

Sheffield e Chelsea voltaram sem alterações para a etapa complementar, que começou como terminou o 1º tempo: Blades empolgados e pressionando os Blues. Apático em campo, o time londrino rinfava a bola e já não tinha mais o controle do jogo. Com semblante abatido, Pochettino conversava com seus auxiliares na área técnica. Afinal, ser encurralado pelo pior time da Premier League é motivo de sobra para preocupação.

Gradualmente, o Chelsea foi igualando as ações e se reencontrando na partida. No entanto, faltava capacidade ofensiva. Em 20 minutos de 2º tempo, os Blues sequer haviam ameaçado a meta do Sheffield. Até que Madueke tratou de mudar isso. Acionado por Cole Palmer no corredor direito, o jovem atacante inglês invadiu a área, clareou a jogada e fuzilou o gol de Grbić. Parecia o gol da tranquilidade para Pochettino e companhia. Só parecia…

Quando a partida parecia se encaminhava para uma vitória do Chelsea, o sistema defensivo dos Blues falhou novamente e o Sheffield soube se aproveitar disso. Nos acréscimos, na base do abafa, os Blades chegaram ao empate. Após muito bate e rebate na área em bola alçada, Oliver McBurnie, cara a cara com Petrović, não desperdiçou. Mais uma vez, tropeço na conta de Pochettino, que recuou o time e chamou os Blades para o ataque.

Estatísticas de Sheffield United 2 x 2 Chelsea — Premier League 2023/24

  • Posse de bola: 32% x 68%
  • Faltas: 12 x 10
  • Finalizações: 11 x 6
  • Finalizações no gol: 6 x 3
Foto de Guilherme Calvano

Guilherme Calvano

Apaixonado por futebol, uniu o amor pelo esporte mais popular do mundo ao jornalismo. Carioca da gema e grande entusiasta da Premier League, cobriu o Flamengo no Coluna do Fla e o Chelsea no Blues of Stamford. Na música, vai de Post Malone a Armandinho. Eclético assim como na área técnica. Afinal, Guardiola e Mourinho são suas referências.
Botão Voltar ao topo