Premier League

O Aston Villa precisou de 20 segundos para marcar, mas o City virou e deu mais um passo rumo ao título

O Manchester City somou mais uma vitória para se aproximar do título da Premier League, ainda que a visita ao Villa Park tenha rendido suas complicações. O Aston Villa precisou de 20 segundos para abrir o placar e chegou a ter um jogador a mais em campo. No entanto, os Citizens buscaram a virada por 2 a 1 e construíram um resultado contundente, contando também com uma expulsão do outro lado. Os celestes retomam sua vantagem de 11 pontos na ponta, se refazendo da eliminação da Copa da Inglaterra diante do Chelsea durante o último final de semana.

O Aston Villa foi cirúrgico em seu primeiro movimento, para explorar as costas da defesa do City e abrir o placar. Depois de um lançamento longo de Tyrone Mings, Ollie Watkins aproveitou o erro de John Stones e rolou para John McGinn definir. Durante os primeiros minutos, aliás, a velocidade dos Villans no ataque continuou gerando bastante incômodo. A partir dos dez minutos é que o domínio do City se tornaria mais claro. Em meio à blitz, o empate veio aos 22, numa bela construção. Phil Foden inverteu a bola para a tabela entre Riyad Mahrez e Bernardo Silva, antes que o próprio Foden aparecesse na área para concluir.

Diante do enorme volume de jogo, a virada do Manchester City era esperada. E ela veio aos 40, na sobra de um escanteio. De novo a combinação na esquerda funcionou com Bernardo Silva. O português cruzou e Rodri se antecipou ao goleiro Emiliano Martínez para cabecear. Porém, logo no minuto seguinte, a situação poderia se complicar aos Citizens. John Stones deu uma solada em Jacob Ramsey e, apesar de receber inicialmente o amarelo, o VAR corrigiu o cartão para um merecido vermelho.

O Aston Villa tentou apertar um pouco no início do segundo tempo, mas o City logo se mostraria superior, mesmo com um jogador a menos. E os números se igualariam em pouco tempo, quando Matty Cash recebeu dois amarelos em três minutos e foi expulso aos 12. O restante da etapa final viu os Citizens mais ligados e mais presentes no ataque, mas não que fizessem muito para aumentar o placar. O jogo terminou num ritmo mais baixo, com os celestes satisfeitos.

O Manchester City lidera a Premier League com 77 pontos, contra 66 do Manchester United, que tem uma partida a menos. Já o Aston Villa é o 11°, com 44 pontos. Em outra partida desta quarta, o Tottenham virou para cima do Southampton, por 2 a 1, em seu primeiro compromisso sem José Mourinho – com o interino Ryan Mason se tornando o mais jovem treinador da história da Premier League, aos 29 anos. Depois de uma série de defesaças de Hugo Lloris, Danny Ings deu a vantagem parcial aos Saints no primeiro tempo e Gareth Bale empatou aos 15 do segundo, com um belo tiro cruzado. Son Heung-min teve um gol anulado pelo VAR, mas também viu a tecnologia assinalar um pênalti aos Spurs aos 43, para ele mesmo assegurar a virada. Os londrinos ocupam a sexta posição, a dois pontos do G-4. Já o Southampton tem 36, no 14° lugar. Vale lembrar ainda que Tottenham e City decidem a Copa da Liga no próximo final de semana.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo